Contratos futuros de suínos da China caem após ação do governo

Os preços do suíno subiram nos últimos dois meses, já que uma redução no rebanho reprodutor passou a afetar a produção

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Stringer/Reuters
Stringer/Reuters

Porcos em Jiaxing, a oeste da província Zhejiang, na China

Acessibilidade


O contrato futuro de suíno vivo mais ativo da China fechou em queda de 4,7% hoje (06), a maior baixa diária desde o lançamento do contrato, depois que o planejador estatal chinês disse que fortaleceria a supervisão dos preços.

Os preços do suíno no maior produtor mundial da carne subiram nos últimos dois meses, já que uma redução no rebanho reprodutor que começou no ano passado passou a afetar a produção.

Mas os agricultores, de olho no aumento de preços, também estão evitando abater porcos, criando-os para chegar a pesos maiores, reduzindo ainda mais a oferta.

Um aumento de 50% nos preços spot desde o início de maio levou a uma alta nos preços futuros. Na segunda-feira, o contrato para setembro registrou o maior ganho diário desde seu lançamento.

A tendência do mercado se inverteu acentuadamente nesta quarta-feira, quando os futuros caíram para 21.220 iuanes (3.163,95 dólares) por tonelada, após a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (NDRC) declarar que aumentará a supervisão dos preços.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A NDRC também se reuniu com os principais produtores de suínos esta semana para pedir um volume de abate constante para diminuir os preços.

“Se as empresas listadas começarem a vender, não haverá essa escassez e os preços não vão se mover”, disse Yuan Song, analista-chefe do Juxing Agriculture Group, uma trading.

Um rápido aumento nos preços do suíno pode causar um aumento no preço da carne favorita na China, uma preocupação para Pequim, que enfrenta a desaceleração do crescimento econômico e o fraco consumo devido à sua política de zero Covid.

Compartilhe esta publicação: