UE vê safra menor de trigo e recorde de exportações em 2022/23

Secas e ondas de calor nos países da União Europeia prejudicaram as safras de trigo.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Vincent Mundy/Reuters
Vincent Mundy/Reuters

A Argentina é uma importante exportadora mundial de trigo e líder em óleo e farelo de soja

Acessibilidade


O órgão executivo da União Europeia reduziu hoje (1º) sua previsão para a produção de trigo mole no bloco em 2022/23 para um nível bem inferior ao da temporada passada, mas manteve sua perspectiva de exportações recordes.

Em dados de oferta e demanda, a Comissão Europeia fixou a produção utilizável de trigo mole na UE em 125,0 milhões de toneladas, abaixo dos 130,4 milhões projetados há um mês e dos 130,1 milhões em 2021/22.

Em apresentação anexa, a Comissão citou rendimentos reduzidos em vários países, incluindo França, Polônia, Romênia e Espanha, sem fornecer mais detalhes.

Outros analistas também reduziram suas expectativas para a safra de trigo da UE após a seca e as ondas de calor.

No entanto, a Comissão manteve sua projeção de exportações de trigo mole da UE em 2022/23 em 38 milhões de toneladas, o que representaria um recorde para o bloco e ficaria bem acima da estimativa de 30 milhões de toneladas em 2021/22.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Traders e analistas esperam forte demanda por trigo da UE na temporada 2022/23, que começa este mês, já que a invasão da Ucrânia pela Rússia e as sanções relacionadas ao conflito interromperam o comércio de grãos do Mar Negro.

A menor previsão de colheita levou a Comissão a reduzir sua projeção de estoques de trigo mole da UE no final de 2022/23 em 4 milhões de toneladas, para 13,2 milhões de toneladas.

O órgão executivo do bloco fez cortes menores nas previsões de colheita para outras culturas.

A produção utilizável de milho foi fixada em 71,7 milhões de toneladas, contra 72,5 milhões no mês anterior, enquanto a safra de cevada projetada foi reduzida para 52,2 milhões de toneladas, de 52,3 milhões.

Para a colza, a principal cultura de oleaginosas da UE, as expectativas para a produção de 2022/23 foram reduzidas de 18,1 milhões para 17,9 milhões.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: