Premiê da Nova Zelândia deve declarar emergência climática para combater aquecimento global

Jacinda Ardern afirmou que não conseguiram aprovar uma moção no Parlamento no último mandato, mas agora conseguirão

Redação
Compartilhe esta publicação:
Mark Tantrum/Reuters
Mark Tantrum/Reuters

“Sempre consideramos a mudança climática uma grande ameaça à nossa região”, disse Jacinda Ardern

Acessibilidade


O governo da primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, deve declarar uma emergência climática como passo simbólico para aumentar a pressão por ações de combate ao aquecimento global.

O governo apresentará uma moção para declarar a emergência na próxima quarta-feira (2), quando o Parlamento voltar a se reunir depois de uma eleição geral vencida pelo partido de Ardern.

LEIA MAIS: Austrália planeja o maior projeto de energia solar do mundo por US$ 16 bilhões

“Sempre consideramos a mudança climática uma grande ameaça à nossa região, e é algo a respeito do qual precisamos agir de imediato”, disse a premiê, de acordo com a emissora estatal “TVNZ”.

“Infelizmente, não conseguimos aprovar uma moção para uma emergência climática no Parlamento no último mandato, mas agora conseguiremos.”

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Ardern foi reeleita no mês passado, obtendo a maior vitória eleitoral para seu Partido Trabalhista de centro-esquerda em meio século, já que os eleitores a recompensaram por sua reação decisiva ao novo coronavírus.

O triunfo retumbante permite que sua sigla governe sozinha, mas ela uniu forças com o Partido Verde para o próximo mandato de três anos.

Os membros recém-eleitos do Parlamento tomaram posse na terça-feira (24) e retomaram os trabalhos no dia seguinte no Legislativo mais diversificado do país até hoje. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: