Brasil supera 500 mil conexões de energia solar de geração própria, diz associação

Amanda Perobelli/Reuters
Amanda Perobelli/Reuters

Desde 2012, o setor de geração com placas em telhados e pequenos terrenos é responsável pela atração de R$ 29 bilhões em investimentos ao país e está em ascensão

O Brasil ultrapassou a marca de meio milhão de conexões de geração própria de energia a partir da fonte solar fotovoltaica, com cerca de 5,8 GW (gigawatts) de potência operacional, afirmou a associação do setor Absolar hoje (16).

Desde 2012, o setor de geração com placas em telhados e pequenos terrenos é responsável pela atração de R$ 29 bilhões em investimentos ao país e está em ascensão.

LEIA TAMBÉM: Itaú Unibanco promete R$ 400 bilhões até 2025 para promover economia sustentável

No entanto, somente 0,7% dos consumidores faz uso do sol para produzir eletricidade, ressaltou a entidade em nota.

Considerando que os brasileiros contam com um dos melhores “recursos solares” do mundo e passam por uma crise hídrica que inflacionou os custos com energia, a associação defende o Projeto de Lei (PL) nº 5.829/2019, que cria um marco legal para a modalidade solar.

“Fortalecerá a segurança de suprimento elétrico em tempos de crise hídrica, bandeira vermelha na conta de luz pelo uso de termelétricas fósseis e risco de racionamento”, afirmou a entidade.

“Com 5,8 GW em operação nos telhados e fechadas de residências, comércios, indústrias, propriedades rurais e prédios públicos do Brasil, a geração própria de energia solar já equivale a mais de um terço da potência instalada de Itaipu”, acrescentou no comunicado o CEO da Absolar, Rodrigo Sauaia. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).