Apresentado por       

Airbnb fornecerá moradia temporária a 20 mil refugiados afegãos

O esforço será financiado pela Airbnb, seu presidente-executivo, Brian Chesky, e pelas doações enviadas à sua instituição de caridade.

Redação
Apresentado por       
Compartilhe esta publicação:
 Air Force/Senior Airman Brennen Lege/Reuters
Air Force/Senior Airman Brennen Lege/Reuters

Afegãos embarcam para deixar o país no aeroporto Hamid Karzai

Acessibilidade


A empresa de locação de residências Airbnb disse hoje (24) que fornecerá moradia temporária para 20 mil refugiados afegãos em todo o mundo.

O esforço será financiado pela Airbnb, seu presidente-executivo, Brian Chesky, e pelas doações enviadas à sua instituição de caridade, Airbnb.org, informou a empresa.

LEIA MAIS: Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

“Estamos fornecendo essas moradias por meio de agências de reassentamento e parceiros, que estão em coordenação direta com os refugiados e aconselhando sobre suas necessidades quanto ao tempo de permanência”, disse uma porta-voz da empresa.

“Embora estejamos fornecendo apenas moradia temporária, temos o compromisso de hospedar essas famílias pelo tempo que precisarem.”

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O Talibã tomou o poder no Afeganistão na semana passada, quando os Estados Unidos e seus aliados retiraram as tropas do país. Agora, eles correm para concluir a retirada de todos os estrangeiros e afegãos vulneráveis ​​antes de expirar o prazo acordado com o Taliban, de 31 de agosto.

No último final de semana, o Airbnb.org trabalhou com parceiros para alocar 165 refugiados em moradias seguras logo após sua chegada aos Estados Unidos, informou o Airbnb.

Voos militares e de coalizão norte-americanos retiraram 21.600 pessoas de Cabul num período de 24 horas desde a manhã de ontem, disse uma autoridade da Casa Branca. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: