Apresentado por       

Favecoin: conheça a criptomoeda que pretende empoderar a periferia

Deflacionária e voltada à promoção de causas sociais, a moeda digital será comercializada a partir do dia 15 .

Redação
Apresentado por       
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

Deflacionária e voltada à promoção de causas sociais, a moeda digital será comercializada a partir do dia 15

Acessibilidade


Bitcoin, Ethereum e Dogecoin. Essas são algumas das criptomoedas que já conquistaram seu lugar no mundo. Só em junho deste ano, cerca de US$ 2,7 trilhões foram movimentados em transações com os ativos digitais. Agora, as criptomoedas estão chegando a um outro universo: as comunidades e periferias.

No Brasil, acaba de ser lançada a Favecoin, idealizada para ser um token comunitário de cunho social sem dono, onde cada investidor, parceiro e voluntário pode participar de sua construção. De acordo com Bruno Max, um dos idealizadores da iniciativa, o objetivo é dar voz aos moradores de regiões vulneráveis. “A Favecoin foi criada para levar oportunidades que, muitas vezes, essas pessoas não têm acesso. Com a popularização dos ativos digitais, vimos um ótimo momento de trazer esse público para o universo das criptomoedas e conhecer mais sobre educação financeira e proteção de patrimônio”, conta.

LEIA MAIS: Bitcoin verde: os grandes lucros da mineração limpa de criptomoedas

Ainda de acordo com os criadores, a Favecoin foi desenvolvida para ser deflacionária – ou seja, para atenuar os efeitos do crescimento da inflação em países emergentes. Assim, a moeda será uma alternativa de reserva de valor para as famílias que não possuem poupanças e outras reservas financeiras. De início, serão gerados 1 bilhão de tokens, mas com o passar do tempo haverá queimas, tornando o ativo cada vez mais raro e escasso.

“A intenção não é apenas criar mais uma moeda digital usada puramente para especulação. Queremos fazer a diferença na vida das pessoas, uma vez que a sociedade periférica já sofre com o abandono. Então, o intuito é oferecer apoio a projetos que estão atuando na linha frente para resolver os problemas atuais da nossa sociedade e construir plataformas que tragam todos para esse novo universo, que está apenas começando”, ressalta Max.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Diferente de outras criptomoedas, a porcentagem das taxas da Favecoin será investida em iniciativas que beneficiem a população periférica. Entre elas, a educação – incluindo a construção de projetos de capacitação profissional gratuita -, o empreendedorismo e outras causas sociais. A moeda digital terá seu valor pareado ao BNB (Binance Coin), e poderá ser comprada na pré-venda a partir do dia 15 de agosto por meio da plataforma internacional Unicrypt e, posteriormente, na PancakeSwap.


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: