Novo projeto de Janguiê Diniz oferece aulas gratuitas para crianças de escolas públicas

Divulgação
Divulgação

Janguiê Diniz, Fundador e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional e Presidente do Instituto Êxito de Empreendedorismo

O empreendedor bilionário Janguiê Diniz, fundador do grupo Ser Educacional e presidente do Instituto Êxito de Empreendedorismo, acaba de lançar o projeto social Minha Escolinha Online, plataforma educacional gratuita voltada para o reforço escolar de crianças da educação infantil de escolas públicas.

A iniciativa surgiu para combater os danos causados pela pandemia de Covid-19 à educação básica, já que diversos estudantes, especialmente os de escolas públicas, tiveram suas aulas presenciais suspensas e o processo de aprendizagem interrompido por meses.

LEIA TAMBÉM: Startup de soluções para supply chain anuncia parceria para diversificar contratações

O Minha Escolinha Online vai atender crianças entre 2 e 8 anos de idade e já conta com mais de 800 videoaulas, além de jogos educacionais e sistema de gamificação. O conteúdo do projeto foi construído com atividades interativas e conteúdos diversificados que seguem as orientações e regulamentações do MEC (Ministério da Educação). Seu propósito é oferecer às crianças e aos pais e responsáveis alternativas educacionais que compensem a ausência das escolas formais durante o período da pandemia, garantindo a segurança de todos.

“Nossas crianças estão há muito tempo sem aulas presenciais, e muitas não conseguem acompanhar as aulas online. Na Minha Escolinha Online, além da plataforma com videoaulas que podem ser assistidas em qualquer lugar e a qualquer tempo, oferecemos atividades que podem ser impressas, facilitando os estudos”, explica Janguiê Diniz. “O mais importante é que essas crianças, em idade tão importante de formação, não fiquem desamparadas e possam recuperar o ‘tempo perdido’”, completa.

Além de pequenos estudantes, o empreendedor aponta que a plataforma beneficia também os pais e responsáveis. “Eles se tornam tutores de ensino dos seus filhos, podendo acompanhar o progresso das crianças. As aulas também farão com que os pequenos ocupem o tempo vago com atividades lúdicas, que estimulam o raciocínio e agregam conhecimento, além de desenvolverem habilidades socioemocionais”, destaca. “Dessa forma, o tempo de isolamento social, ainda necessário, torna-se mais produtivo e as crianças são incentivadas a trabalharem conteúdos ricos.”

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).