Apresentado por       

Premiê britânico pede que países ricos cumpram promessa de US$ 100 bilhões para o clima

Boris Johnson representa o Reino Unido durante a Assembleia Geral da ONU.

Redação
Apresentado por       
Compartilhe esta publicação:
John Minchillo/Pool/Reuters
John Minchillo/Pool/Reuters

Durante Assembleia Geral da ONU, o premiê britânico Boris Johnson pediu que países ricos cumpram a promessa de gastar US$ 100 bilhões anuais para enfrentar a mudança climática

Acessibilidade


O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, pediu hoje (20) que países ricos cumpram a promessa de gastar US$ 100 bilhões anuais para enfrentar a mudança climática, enquanto o Reino Unido se prepara para sediar uma cúpula da ONU (Organização das Nações Unidas) sobre o clima que começará no final de outubro.

Johnson e o secretário-geral da ONU, António Guterres, fariam hoje (20) uma mesa redonda com líderes mundiais para induzir os países ricos a cumprirem a promessa feita em 2009.

LEIA TAMBÉM: Mundo precisa dar mais US$ 100 trilhões para ONU combater problemas globais

“Nações mais ricas colhem os benefícios da poluição desenfreada há gerações, com frequência à custa de países em desenvolvimento”, disse Johnson em um comunicado.

“Agora que estes países tentam desenvolver suas economias de maneira limpa, verde e sustentável, temos o dever de apoiá-los nisso, com nossa tecnologia, com nossa especialização e com o dinheiro que prometemos”.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Um relatório divulgado na sexta-feira (17) pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) disse que os países riscos provavelmente descumpriram a meta de contribuir com 100 bilhões de dólares no ano passado para ajudar nações em desenvolvimento a lidarem com a mudança climática depois de aumentarem o financiamento em menos de 2% em 2019.

O premiê britânico se encontrou hoje (20) em NY com o presidente Jair Bolsonaro, em um dos únicos encontros bilaterais que Bolsonaro terá em seus dias em Nova York por ocasião da Assembleia Geral da ONU.

De acordo com diplomatas que acompanham a comitiva brasileira, a pauta do encontro girou em torno de questões ambientais e de vacinas, mas Bolsonaro tinha também a intenção de tratar da restrição de viagens de brasileiros ao Reino Unido, mesmo vacinados. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: