Apresentado por       

Tesouro mira emissão soberana ESG num futuro próximo, diz Funchal

O secretário especial do Orçamento e Tesouro disse que a instituição se prepara para enfrentar eventual volatilidade com medidas que reforçam a liquidez.

Redação
Apresentado por       
Compartilhe esta publicação:
oxygen/Getty Images
oxygen/Getty Images

ESG é a sigla utilizada em referência à adoção de melhores práticas ambientais, sociais e de governança

Acessibilidade


O secretário especial do Orçamento e Tesouro, Bruno Funchal, afirmou hoje (3) que o governo mira uma emissão de títulos soberanos do Brasil alinhada a critérios ESG, sigla utilizada em referência à adoção de melhores práticas ambientais, sociais e de governança.

“Estamos construindo um ESG framework [arcabouço] para pensar num futuro próximo fazer emissão de um bond soberano ESG“, afirmou ele, ao participar do evento Scoop Day, promovido pelo TC.

LEIA TAMBÉM: Fundo proposto em PEC dos Precatórios causa desconforto no mercado, diz Funchal

Funchal afirmou que o Tesouro se prepara para enfrentar eventual volatilidade com medidas que reforçam a liquidez, ressaltando que o Tesouro “tirou um pouco o pé do acelerador” nas emissões em período de volatilidade alta.

Ele pontuou que o colchão de liquidez, que conta com mais de R$ 1 trilhão hoje, consegue pagar mais de nove meses de vencimentos da dívida, e lembrou que medidas de devolução de recursos por bancos públicos, principalmente o BNDES, também ajudam.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Em outra frente, Funchal lembrou que a desvinculação de fundos que foi aprovada na PEC Emergencial foi importante para reforço do colchão.

“A gente já desvinculou quase R$ 170 bilhões”, disse. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: