Com XP e Accenture, Edu Lyra, da Gerando Falcões, arrecada fundos em Miami

O empreendedor social está investindo na internacionalização da Ong e financiando o combate à pobreza com doações internacionais.

Fabiana Corrêa
Compartilhe esta publicação:
divulgacao
divulgacao

O CEO da Ong Gerando Falcões, Edu Lyra, que está em NY para agenda internacional de arrecadação de fundos

Acessibilidade


Edu Lyra está expandindo seus esforços de combate à pobreza para fora do Brasil. Em novembro, o empreendedor social e fundador da Ong Gerando Falcões fará seu segundo jantar de fundraising nos Estados Unidos, desta vez em Miami, patrocinado pela XP International, Instituto XP e pela consultoria Accenture. Guilherme Benchimol, fundador da XP, e Leonardo Framil, CEO da Accenture, estarão por lá. “As famílias mais ricas do mundo precisam assinar um acordo de longo prazo no combate à pobreza, que é um risco  para a estabilidade global”, diz Lyra, que se mudou temporariamente para Nova York enquanto investe na internacionalização da GF, iniciada em abril desse ano.

O primeiro jantar de arrecadação aconteceu em Nova York em setembro e teve apoio do bilionário Jorge Paulo Lemann, co-fundador da Ambev. Dessa vez, Benchimol é o principal nome entre os empresários que irão sentar-se à mesa junto com Lyra para apoiar sua meta de expansão e financiamento do projeto de transformação Favela 3D, entre outros. “Edu Lyra é um dos líderes mais importantes de toda uma geração e um exemplo de empreendedorismo social no mundo todo”, diz Benchimol. Na primeira rodada internacional Lyra, que esteve na lista Under30 da Forbes em 2014, arrecadou R$ 3 milhões.

A expansão internacional da Gerando Falcões começou em abril, com a chegada de Mauricio Morato, diretor executivo nos Estados Unidos, que veio com o objetivo de mobilizar novos doadores para os ambiciosos projetos de Lyra, de transformar as favelas brasileiras em núcleos de produção e empreendedorismo. “Usar a força de trabalho e inovação que vem da favela traria uma riqueza imensa ao país. A favela é uma jazida de riquezas mal explorada pelo Brasil.”

 

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: