8 empresas brasileiras estão entre as mais sustentáveis da América Latina

Transparência, impacto climático, segurança hídrica e florestal são os pilares de avaliação, que elegeu 8 brasileiras entre as top 10 locais .

Bruna Mattos
Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


São mais de 12 mil empresas em todo o mundo nas listas entre A e D

O CDP, organização que mede o impacto ambiental de empresas e governos de todo o mundo,  lançou hoje sua lista anual de companhias com melhor desempenho em liderança ambiental, a A-List. Gestão e transparência sobre mudanças climáticas, segurança hídrica e das florestas são os pilares da avaliação, que este ano destacou as brasileiras por suas ações ambientais. Empresas como Braskem, Eletrobras e Klabin estão na lista. A Klabin também é a primeira empresa da América Latina a obter a classificação “Triple A”, ou seja, teve o melhor resultado nos quesitos ambientais. No restante do mundo, apenas 14 empresas alcançaram o selo Triple A, incluindo L’Oréal, Unilever, HP e Danone.

LEIA MAIS: Por que o DNA do investimento ESG é ético e responsável

São mais de 12 mil empresas em todo o mundo nas listas entre A e D. “Para pontuar um A, as empresas devem ter uma atenta supervisão das questões ambientais, processos rigorosos de gestão de riscos e estar reduzindo as emissões de carbono, consumo de água e desmatamento em toda a sua cadeia de valor”, diz a gerente de engajamento do CDP, Fernanda Coletti. Essas empresas, no entanto, representam uma pequena parte da economia mundial.  Apenas 2% de todas as empresas pontuadas entraram na A-List e 58% ficaram entre C e D, ou seja, tem práticas ainda iniciantes nessas áreas. 

Confira quem são as empresas brasileiras na A-List da América Latina de 2021:

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

 

Klabin 

Braskem

Eletrobras

CEMIG

EDP – Energias do Brasil S.A

Marfrig Global Foods S/A

Raízen

Amaggi

Mais duas organizações da América Latina receberam o selo: CEMEX do México e CMPC do Chile. 

 

 

 

Compartilhe esta publicação: