Rock In Rio 2022 terá maior palco da sua história, de aço 100% reciclado

Em parceria inédita com a siderúrgica Gerdau, festival promete palco principal mais emblemático desde 1985.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Palco do Rock in Rio será de aço 100% reciclado

Acessibilidade


Depois de ser adiado por um ano pela pandemia, o Rock In Rio estará de volta em 2022 com um grande investimento: o palco Mundo, o principal do evento e que receberá grandes artistas internacionais como Guns N’Roses, Coldplay e Justin Bieber neste ano, terá a maior estrutura desde a primeira edição do festival, em 1985. 

Para a nova versão do palco, com 104 metros de comprimento e 30 metros de altura, serão usados 200 toneladas de aço 100% reciclado – número equivalente à fabricação de 200 carros. Em termos práticos, a construção terá as mesmas dimensões que um prédio de 10 andares e a largura de duas piscinas olímpicas. 

Leia mais: Roberto Carlos faz 8 shows em maio nos EUA

Com foco na sustentabilidade, a estrutura será desenvolvida pela Gerdau, uma das maiores empresas siderúrgicas do Brasil. Em uma parceria inédita entre as duas companhias, o palco terá “um nível de engenharia avançado”, segundo o CEO da Gerdau, Gustavo Werneck. Levando cerca de três meses para ficar pronto, ele terá mais de 300 spots de luz, com intuito de criar uma iluminação cênica e efeitos visuais. A promessa dos organizadores é de que se trata do maior e mais emblemático palco da história do festival. 

Por o aço ser um material bastante reciclável, os organizadores do Rock In Rio não descartam a possibilidade de ele ser reutilizado outras vezes ou até mesmo virar outras estruturas no futuro – como casas, edifícios e carros, segundo a Gerdau. “Criamos seis ou sete palcos na história do festival. Nem sempre fazemos um novo, justamente pela sustentabilidade”, diz Luis Justo, CEO do Rock In Rio. “É bonito porque esse será um  palco cheio de história. O aço usado na construção pode ter vindo de guitarras, outros instrumentos musicais ou até itens que antes pertenciam aos fãs do festival.”

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Sustentabilidade em evidência

Além do clima de reencontro e com expectativa de engajamento semelhante ao da primeira edição do Rock In Rio, organizadores do festival querem colocar cada vez o foco em soluções sustentáveis. Carbono neutro desde 2006 – o que não será diferente nesta edição, segundo Justo -, o festival criou um plano de seis metas para até 2030 . Entre os objetivos, estão o zero desperdício alimentar e de resíduos em aterros, por exemplo. 

“O Rock in Rio assume um compromisso com a sociedade: o de sermos agentes ativos na construção de um mundo melhor. Queremos provocar a transformação de mentalidades e de comportamentos em toda a cadeia produtiva, também servindo de exemplo e inspiração para o público”, afirma Roberta Medina, vice-presidente executiva do Rock in Rio.

Além do palco reciclável, outra atitude sustentável da edição de 2022 foi substituir as pulseiras físicas de entrada por ingressos virtuais. “É uma decisão pensando não só na praticidade, mas também no meio ambiente”, comenta Justo.

Compartilhe esta publicação: