Inovação sustentável na estrada

Com presença global nos setores de semirreboques, vagões, autopeças e serviços financeiros e digitais, as Empresas Randon apostam em práticas de ESG para transformar a mobilidade

BrandVoice Empresas Randon
Compartilhe esta publicação:
Márcio Campos/Divulgação
Márcio Campos/Divulgação

Empresas Randon buscam mostrar na prática como o setor de transportes pode ser protagonista no combate às mudanças climáticas

Acessibilidade


Trazer a inovação para o futuro da mobilidade, ampliar a diversidade e aumentar o impacto positivo no planeta são alguns dos objetivos traçados pelas Empresas Randon para a construção de um futuro colaborativo e sustentável. A marca busca mostrar na prática como o setor de transportes pode ser protagonista no combate às mudanças climáticas com foco em sustentabilidade, diversidade e governança. Com mais de 15 mil colaboradores em 29 fábricas e produtos comercializados em 120 países, o grupo investiu R$ 13,6 milhões em gestão ambiental em 2021.

Na busca por uma mobilidade sustentável e contribuindo para que o setor de transportes ganhe protagonismo na redução do efeito estufa, a companhia vem investindo fortemente em inovação. Desenvolveu ações para alcançar os compromissos ESG estabelecidos em linha com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU: duplicar o número de mulheres em cargos de liderança até 2025; zerar acidentes graves; reduzir 40% da emissão de gases de efeito estufa até 2030; zerar a disposição de resíduos em aterro industrial e o lançamento de efluentes até 2025; e ampliar a receita líquida consolidada anual gerada por novos produtos.

Um destaque é a Frasle, líder global em materiais de fricção e autopeças, que aposta na pesquisa para produzir novos materiais que substituam o aço. A alternativa resultará em produtos com melhor desempenho, design inovador e redução de peso de até 65%, o que diminui o consumo de combustível e, consequentemente, reduz emissões de poluentes.

Alex Battistel/Divulgação
Alex Battistel/Divulgação

Com mais de 15 mil colaboradores em 29 fábricas e produtos comercializados em 120 países, o grupo investiu R$ 13,6 milhões em gestão ambiental em 2021

O grupo também se voltou à nanotecnologia por meio da empresa Nione e de sua descoberta para a obtenção de nanopartículas de nióbio em larga escala. As nanossoluções modificam propriedades físico-químicas dos materiais e trazem ganhos de durabilidade, eficiência energética, redução de massa e de consumo de matéria-prima.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A eletrificação é outro investimento importante da companhia. O exclusivo semirreboque Hybrid R da Randon Implementos tem o sistema de tração auxiliar elétrica e-Sys, fabricado por Suspensys e Centro Tecnológico Randon (CTR), que trabalha na recuperação da energia gerada durante movimentos de descida e frenagem para momentos de tração. A economia de combustível pode chegar a 25%, com expressiva redução no desgaste dos componentes, na geração de resíduos e na emissão de gases.

Assim, conectando pessoas e riquezas, as Empresas Randon querem mostrar que é possível trabalhar com inovação sustentável, gerar prosperidade e construir um futuro melhor.

*BrandVoice é de responsabilidade exclusiva dos autores e não reflete, necessariamente, a opinião da FORBES Brasil e de seus editores.

Compartilhe esta publicação: