Bolacha cracker que resistiu ao naufrágio do Titanic é vendida por US$ 23 mil

Biscoito foi guardado por passageiro do RMS Carpathia, que ajudou os sobreviventes da tragédia.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Reprodução

Reprodução

Acessibilidade


Na última segunda feira (26/10), uma bolacha cracker que resistiu ao naufrágio do Titanic, em 1912, foi vendida a um colecionador grego por cerca de US$ 23.000 em um leilão britânico, de acordo com a agência de notícias UPI. Agora, ele tem sido chamado de “o biscoito mais valioso do mundo”.

RANKING: 20 maiores bilionários do Brasil

A bolacha foi, de acordo com o que muitos dizem, parte de um kit de sobrevivência de um bote salva vidas do Titanic e foi guardada por James Fenwick, passageiro a bordo do RMS Carpathia, navio que ajudou no resgate do Titanic há mais de 100 anos.

“É incrível que um biscoito tenha sobrevivido a um evento tão dramático, o naufrágio do maior transatlântico do mundo, que custou 1.500 vidas”, o leiloeiro Andrew Aldrige disse ao jornal britânico Salisbury Journal.

LEIA TAMBÉM: Foto rara de Billy the Kid comprada por US$ 2 em 2010 é avaliada em US$ 5 milhões

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Uma fotografia do iceberg que afundou o Titanic, levada a bordo de um bote que sobreviveu ao acidente, também foi vendida por cerca de US$ 32.250, de acordo com a UPI.

Compartilhe esta publicação: