Livro de fotos apresenta o Rio de Janeiro por ângulos incomuns

Rafael Duarte
Para esta foto do Pão de Açúcar, Duarte viajou em cima do bondinho, dentro da cesta de manutenção

Como sempre digo aqui, o Rio de Janeiro é a Gisele Bündchen das cidades: mesmo num dia de menos beleza, ainda é mais bonito que quase tudo e todos. Assim como a modelo, a cidade também foi fotografada de incontáveis maneiras e propostas, às quais se junta agora o trabalho do fotógrafo Rafael Duarte. Durante oito anos, ele circulou por todas as regiões da capital fluminense e buscou ângulos pouco explorados de retratar tanto cartões-postais célebres como o Cristo Redentor quanto o menos conhecido Pico da Pedra Branca.

LEIA TAMBÉM: Companhias aéreas cancelam voos diretos do Rio para NY e Orlando

Para fazer as 200 imagens que compõem “Rio”, Duarte circulou por todas as zonas da cidade: Norte e Sul, Oeste e Centro, além da vizinha Niterói. Recorreu a meios de transporte inusitados como asa delta, veleiro, barco a remo, bondinho de carga e mesmo um avião monomotor. Também caminhou pelos 180 km da Trilha Transcarioca, que com seus altos e baixos se estende de Guaratiba ao Morro da Urca.

Rafael Duarte
Outro jeito diferente de mostrar o Pão de Açúcar (com o Cristo ao fundo): foto feita do alto de um navio da Marinha

O livro tem prefácio assinado por Sergio Surgi, especialista na obra de Marc Ferrez, principal fotógrafo brasileiro do século XIX, cuja obra contém grandes registros do Rio de Janeiro de sua época. Sai na semana do aniversário da cidade, que em 1º de março chega aos seus 454 anos.

Uma exposição pop-up acontece no fim do mês que vem, na Cinza Galeria, no Fashion Mall. Enquanto isso, FORBES adianta algumas das fotos para alegrar o coração dos nascidos no Rio de Janeiro (como eu) ou estimular os nativos de outros Estados a visitar a cidade que, vale repetir, tem beleza para top model nenhuma botar defeito.

  • Rio fotografado do ombro da estátua do Cristo Redentor

  • Mirante do Cristo redentor fotografado da cabeça da estátua

  • Corcovado e Morro Dois Irmãos fotografados de uma asa delta

  • Highline no Morro do Cantagalo

  • Maracanã e Cristo Redentor fotografados do alto da passarela de holofotes do estádio

  • Aeroporto Santos Dumont e Pão de Açúcar fotografados da barca Rio-Niterói

  • Amanhecer fotografado da Vista Chinesa

  • Cachoeira do Camorim no Parque Estadual da Pedra Branca

  • Enseada de Botafogo fotografada de janela do Edifício Argentina

  • Mesa do Imperador, no Parque Nacional da Tijuca

  • Mirante do Jequitibá no Parque Estadual da Pedra Branca

  • Zona Sul fotografada do cume do Morro Dois Irmãos

  • O fotógrafo Rafael Duarte: oito anos de trabalho e 200 imagens do Rio

Rio fotografado do ombro da estátua do Cristo Redentor

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).