Conheça a 1ª casa de leilões só de novos artistas

Reprodução Forbes
Changing Land, uma pintura de Holly Nicholls, estava disponível exclusivamente na AucArt

Resumo da matéria

  • Casa de leilões online fundada por Natasha Arselan em 2017 é a única do mundo dedicada a trabalhos de artistas recém-formados;
  • A plataforma permite a aquisição de obras antes que elas comecem a se valorizar;
  • Os leilões duram 30 dias. As obras não leiloadas ficam disponíveis para aquisição, a preços fixos, por 11 meses, com valores entre £ 250 e £ 6 mil;
  • Com quase metade dos clientes sediados nos EUA, a AucArt estreou este mês em Nova York;
  • A casa é a única especializada em arte contemporânea, com artistas avaliados por um conselho curatorial experiente.

Reinventando as tradicionais casas de leilões, a AucArt é a primeira plataforma online do mundo dedicada exclusivamente a trabalhos de recém-formados em escolas de arte. Criada por Natasha Arselan, a AucArt foi lançada no final de 2017 para conectar artistas estreantes e colecionadores. Ao investir em artistas no início da carreira, os colecionadores podem adquirir as obras a preços baixos — antes que elas comecem a se valorizar. Em leilões mensais, o site oferece um número limitado de trabalhos originais, a partir de sua rede cada vez maior de artistas graduados. Cada leilão tem duração de um mês e as obras não vendidas vão para a seção “trabalhos disponíveis” do site, onde podem ser adquiridas a preços fixos.

VEJA TAMBÉM: Hockney tira de Koons recorde de leilão de artista vivo

Os artistas da AucArt foram diplomados nos últimos três anos em uma das escolas de arte do Reino Unido. Em uma pesquisa recente, por exemplo, encontrei 26 nomes do Royal College of Art e dezesseis da Slade School of Fine Art.

Esses recém-chegados ao mercado têm o direcionamento de nomes experientes, como Charles Saatchi, reconhecido por seu olhar aguçado e por alavancar carreiras de novos rostos, enquanto colecionadores como Peggy Guggenheim e os Vogels costumam apostar em recém-formados ou iniciantes.

Se o preço de reserva de uma da AucArt for batido, o trabalho permanecerá no site por mais cinco dias, período em que alguém pode dar um lance maior. O preço de reserva não aparecerá até ser alcançado. Se você você estiver realmente interessado em adquirir uma peça, existe a opção “compre agora” a um preço fixo, permitindo a compra imediata.

As obras não arrematadas permanecem no site por onze meses, a um preço fixo, na seção “trabalhos disponíveis”. Os valores variam de £ 250 (R$ 1.252,50) a £ 6.000 (R$ 30.060,00) e é totalmente possível adquirir uma peça por menos de £ 1.000 (R$ 5.010,00). Por exemplo, uma pintura de Daniel Fletcher (Colégio de Comunicação de Londres, 2015) estava à venda por £ 650 (por volta de R$ 3.250,00) em um leilão realizado em março.

Após o sucesso das operações em Londres, a AucArt estreou este mês em Nova York para explorar o lucrativo mercado de arte norte-americano. Ao comentar a abertura em NY, Natasha Arselan comentou que, como quase metade de seus clientes está sediada nos EUA, “fazia sentido começar a descobrir os novos talentos que emergem das escolas do país”.

E AINDA: Conheça as artistas apoiadas pela Fundação Cultural Montblanc em 2018

Similar à operação de Londres, a filial norte-americana apresenta artistas de escolas de arte prestigiadas como a School of Visual Arts, a Rhode Island School of Art and Design, Hunter College, Pratt Institute, Parsons, Columbia University, NYU, Bard College, New York Academy of Art e Parsons School of Design. A previsão é de que a AucArt acolha mais de 100 novos artistas até o final do ano, revelando 50 novas obras a cada mês.

A AucArt define seus colecionadores como indivíduos com a emoção de descobrir e comprar arte de qualidade. Sua base de clientes varia de jovens profissionais da indústria e patronos de arte a colecionadores estabelecidos. E, como a duração dos leilões é de apenas um mês, todos têm a chance de dar um lance ou adquirir uma peça — isso também garante que os arquivos em consignação sejam sempre atualizados.

A casa de leilões online é a única plataforma especializada em arte contemporânea com seus formandos avaliados por um conselho curatorial experiente, o que garante a oferta de uma gama de obras bem desenvolvida. O conselho consultivo inclui Svetlana Marich, vice-presidente da Phillips Auction House, Dylan Jones, editora-chefe da revista “GQ”, Maryam Eiser, fotógrafa atuante em Londres, editora e patrona de arte, Fiona McGovern, diretora da Alison Jacques Gallery em Londres, e Melanie Gerlis, colunista de mercado de arte do “Financial Times” e escritora do “The Art Newspaper”.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).