Conheça o Grand Tour da Suíça

Rota de 1.600 km percorre os mais belos cenários do país

Redação
Compartilhe esta publicação:
Pablo Bonfiglio/GettyImages
Pablo Bonfiglio/GettyImages

Zurique está na rota do Grand Tour da Suíça

Acessibilidade


Bem-vindo ao Grand Tour da Suíça, uma rota de 1.600 quilômetros elaborada pelo Switzerland Tourism para brindar viajantes de carro ou moto com os highlights da Suíça, cruzando suas quatro regiões linguísticas (os idiomas oficiais do país são alemão, francês, italiano e reto-romano).

LEIA MAIS: Transporte público é a melhor forma de se locomover na Suíça

No trajeto completo (a ordem dos destinos pode ser definida pelo viajante, mas a sugestão é sempre seguir o sentido horário), são 45 atrações principais, sendo 12 delas patrimônios mundiais da Unesco. São eles: a cidade antiga de Berna, a região de vinícolas de Lavaux, o convento beneditino de São João, a Abadia de St. Gallen, os castelos de Bellinzona, a montanha Jungfrau, o monte San Giorgio, a Ferrovia Rética, as cidades La Chaux-des-Fonds e Le Locle, o conjunto de 56 sítios palafíticos pré-históricos, as construções do arquiteto Le Corbusier e a Arena Tectônica de Sardona.

Para uma viagem ainda mais agradável, é recomendado realizar o percurso no verão, entre abril e outubro. Reserve no mínimo sete dias para completar todo o percurso, dirigindo cinco horas por dia. Será grande a tentação de ficar mais tempo em alguns dos destinos atravessados pela rota, aumentando o período da viagem – se você tiver esse tempo extra, aproveite.

Confira, na galeria de fotos abaixo, algumas paradas interessantes entre os dez trechos que compõem o Grand Tour da Suíça e acesse https://grandtour.myswitzerland.com/pt/.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
  • Montagem/Getty Images

    NEUCHÂTEL-BERNA

    Cidade Antiga de Berna

    A cidade data de 1191, e a Torre do Relógio é uma das principais atrações

  • Montagem/Getty Images

    BERNA-ZURIQUE

    Fábricas de queijos Emmental

    Os queijos são classificados com a denominação AOC, atestando que foram produzidos com métodos tradicionais

  • Montagem/Getty Images

    ZURIQUE-APPENZELL

    Cataratas do Reno

    A maior cachoeira plana da Europa tem 23 metros de altura e 150 metros de largura

  • Montagem/Getty Images

    APPENZELL-ST. MORITZ

    Parque Nacional Suíço

    É o refúgio ideal para trilhas e passeios em família

  • Montagem/Getty Images

    ST. MORITZ-LUGANO

    Os três castelos de Bellinzona

    Os exuberantes Castelgrande, Montebello e Sasso são patrimônios da Unesco

  • Montagem/Getty Images

    LUGANO-ZERMATT

    Glaciar de Aletsch

    O coração dos Alpes Suíços, com altitude de 4.158 metros

  • Montagem/Getty Images

    ZERMATT-LAUSANNE

    Vinhedos de Lavaux

    O charmoso passeio reúne pequenas vinícolas e restaurantes

  • Montagem/Getty Images

    LAUSANNE-GENEBRA

    Museu Olímpico

    É o maior arquivo do mundo sobre os Jogos Olímpicos com acervo de mais de 10 mil peças

  • Montagem/Getty Images

    GENEBRA-NEUCHÂTEL

    Jet d’Eau

    A fonte é um dos marcos da cidade de Genebra e tem 140 m de atura

  • Montagem/Getty Images

    BASILEIA-NEUCHÂTEL

    La Chaux-de-Fonds e Le Locle

    As cidades vizinhas são centros relojoeiros do país e se tornaram patrimônio da Unesco em 2019

Montagem/Getty Images

NEUCHÂTEL-BERNA

Cidade Antiga de Berna

A cidade data de 1191, e a Torre do Relógio é uma das principais atrações

Reportagem publicada na edição 65, lançada em fevereiro de 2019

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Compartilhe esta publicação: