Saiba mais sobre o castelo escocês que é centro de uma disputa judicial de US$ 700 mi

ReproduçãoForbes
A Torre de Lethendy, uma mansão de oito quartos em Meikleour, perto de Perth

Resumo:

  • A Torre de Lethendy é um castelo do século 16 situado na Escócia; 
  • O local é o foco de uma disputa de US$ 700 milhões travada entre o bilionário russo Boris Mints e o banco central da Rússia;  
  • Mints é o cofundador do antigo maior banco privado da Rússia, o Otkritie, que foi à falência.

Um castelo de conto de fadas na Escócia é centro de uma batalha legal de US$ 700 milhões entre a Rússia e um bilionário russo.

A Torre de Lethendy, uma mansão de oito quartos em Meikleour, perto de Perth, é parte de um portfólio de 140 propriedades que a Rússia tenta confiscar do oligarca Boris Mints.

Mints, 61 anos, entrou na lista dos bilionários da Forbes em 2017, com uma riqueza estimada em US$ 1,3 bilhão. Ele é o cofundador do antigo maior banco privado da Rússia, Otkritie.

Em 2017, o Otkritie foi à falência e recebeu uma ajuda de quase US$ 50 bilhões, ao lado de outros dois bancos privados, do banco central da Rússia. No mês passado, o banco central entrou com uma ação legal de US$ 1,3 bilhão contra os antigos donos do Otkritie, para cobrir parte de suas perdas.

Mints vendeu sua fatia do Otkritie em 2013 para firmar sua própria firma de investimento com sede em Chipre, a O1 Group. Mas, de acordo com algumas fontes, ele continuou a lidar com o banco privado sua falência completa.

LEIA TAMBÉM: Azul racha com Gol e Latam em disputa por ponte aérea

Em 28 de junho, a corte de Londres acatou o pedido do banco central da Rússia e instaurou um mandato de congelamento dos bens de Mints, incluindo a Torre de Lethendy.

Os advogados de Mints tentam reajustar o pedido com uma ordem de prevenção para impedir o bilionário russo de vender ou transferir a propriedade.

Os documentos judiciais vistos pelo “Times” de Londres dizem que os requerentes, o banco russo e todos os donos em torno do Otkritie, “tem permissão de se apresentar ao tribunal a fim de obter um mandado de inibição dos registros escoceses em questão da propriedade conhecida como Torre de Lethendy.”

ReproduçãoForbes
“A propriedade do século 16 que fica em uma área de 15 hectares e é feita de arenito vermelho local”

A oligarca russo comprou o castelo em 2016 por £ 2,5 milhões, de uma companhia registrada nas Ilhas Cayman como MFT Braveheart.

A propriedade do século 16 que fica em uma área de 15 hectares e é feita de arenito vermelho local, possui seu próprio campo de golfe de 18 buracos, duas quadras de tênis e uma piscina. Ela foi inicialmente comercializada pela corretora Savills com um preço de £ 4,6 milhões e supostamente oferecida à popstar Taylor Swift.

ReproduçãoForbes
A Torre de Lethendy é um castelo do século 16

Mints negou qualquer irregularidade e anunciou que vai recorrer das decisões. “A única motivação que os requerentes tiveram ao apresentar a [reivindicação] é colocar mais pressão sobre mim, meus filhos e colocar minha família em uma situação ainda mais desconfortável”, disse Mints.

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).