Tesla versus Porsche: quem vence a disputa entre os elétricos premium Model S e Taycan

Porshe
O novo Porsche Taycan 2020, descrito como um sedã de luxo elétrico, entra no mercado para concorrer com os carros anteriormente dominantes da Tesla

Resumo:

  • O novo Porsche Taycan 2020 lançado no início deste mês pode ser caracterizado como sedã de luxo elétrico e está disponível em duas variantes Turbo e Turbo S;
  • Tanto os Taycans quanto o Model S da Tesla possuem baterias de tamanho semelhante montadas sob o chão para manter o centro de gravidade baixo;
  • O Porsche Taycan Turbo S é consideravelmente mais caro que o Model S da Tesla;
  • Veja uma comparação entre os dois que leva em conta tamanho, aparência, performance, alcance, aprimoração, carregamento, tecnologia e preço.

Por quase uma década, o Model S da Tesla viveu uma vida feliz e livre de concorrência, como o único veículo elétrico premium no mercado. No entanto, isso está prestes a mudar. E rápido.

VEJA MAIS: A revolução do Porsche Taycan: alta performance movida a bateria

No início deste mês, a Porsche estreou seu novo participante desta batalha: o Taycan 2020. Vagamente baseado no projeto do VE Mission E, o Taycan é um cruzamento entre o Porsche Panamera e o lendário 911. Em outras palavras, é um verdadeiro sedã de luxo elétrico.

Atualmente, o Taycan está disponível em duas variantes, Turbo e Turbo S. Nenhuma delas é realmente um turbo, é claro, já que o conceito não funciona no universo eletrificado. Então, por que usar o apelido? Provavelmente, para apelar para o cliente clássico da Porsche, que espera uma boa performance da icônica montadora alemã. De qualquer maneira, o carro oferece conforto de sobra, além de muitos recursos e acabamentos atrativos adicionais de alta tecnologia e que armazenam energia por dias. Ou seja, tudo que você esperaria de um Porsche.

O Turbo e o Turbo S são movidos por um par de motores elétricos -um no eixo dianteiro e outro no traseiro- que podem impulsioná-los de zero a 100 km/h em 3 e 2,6 segundos, respectivamente. A velocidade máxima para ambos os veículos é de 257,50 km/h.

Embora o Taycan represente uma maneira diferente de projetar e fabricar um automóvel movido a bateria, existem semelhanças inegáveis entre o Turbo S e o Model S Performance da Tesla. Ambos os carros possuem baterias de tamanho semelhantes, montadas sob o chão para manter o centro de gravidade baixo. O Taycan Turbo S usa dois motores síncronos de ímã permanente, enquanto o Model S possui um motor síncrono de ímã permanente na frente e um motor do tipo indução na traseira.

Contudo, a comparação mais reveladora é que a Tesla teve sete anos para aperfeiçoar sua máquina, enquanto a Porsche ainda não tem como fazer isso.

Então, como esses elegantes carros se comparam?

TAMANHO

O Modelo S e o Taycan apresentam praticamente o mesmo tamanho, portanto, a única diferença real é a capacidade de carga. Graças ao seu design hatchback, o Model S tem 774 litros de espaço de carga traseiro em comparação com os 360 litros do Taycan. O Porsche tem um porta-malas dianteiro maior, com 79 litros de espaço em comparação com os 59 litros do Modelo S, o suficiente para dois grandes sacos de golfe.

Vencedor: Empate

APARÊNCIA

É verdade que a beleza está nos olhos do dono, mas você precisa ser cego para pensar que o Modelo S é mais bonito que o Taycan. Quanto mais você olha para o veículo (o vidro lateral, o teto baixo que cai sobre um corpo muito largo com para-lamas ainda mais amplos), mais ele se parece com um sedã 911. É agressivo, mas elegantemente esportivo. Bonito e ousado.

Embora o Modelo S seja atrativo, também é sem graça, pois não mudou muito, fisicamente, desde o lançamento, em 2012.

Vencedor: Porsche

ReproduçãoForbes
O Tesla Model S apresenta aparência expressiva e elegante
Reprodução/Forbes
O Taycan Turbo S exprime ousadia e um belo design

PERFORMANCE

Aqui é onde a comparação fica interessante. O Taycan Turbo S é capaz de acelerar por curtos períodos para produzir cerca de 751 cavalos de potência e 107,1 kgfm de torque, o que é suficiente para impulsionar o carro a 100 km/h em 2,6 segundos, continuando a uma velocidade máxima de 160 km/h. Sem a função de superalimentação, os motores produzem 617 cavalos de potência e uma quantidade não especificada de torque.

A performance do Model S, por outro lado, produz aproximadamente 762 cavalos de potência e 99,9 mkgf de torque de seus motores. Ele atinge 100 km/h em singelos 2,4 segundos, com uma velocidade máxima um pouco maior: 163 km/h. A Porsche afirma que a Tesla não pode sustentar esses resultados, enquanto o Taycan pode repeti-los o dia todo.

Vencedor: Empate

AUTONOMIA

Embora a diferença na capacidade da bateria seja bastante próxima, 93,4 kWh para o Taycan contra os 100 kWh da Tesla, a autonomia dos dois veículos não é.

A Porsche não conseguiu verificar a do Taycan seguindo o padrão da Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA, Environmental Protection Agency) mais rigoroso usado no país. Ela foi confirmada na Europa, por meio do padrão WLTP (Procedimento de Teste Global harmonizado para Veículos Ligeiros). Segundo a Porsche, o Turbo S consegue fazer 412 km. Isso é mais de 160 km a menos do que os 587,4 km estimados em WLTP para o Model S da Tesla.

Vencedor: Tesla

APRIMORAMENTO

Qualquer pessoa familiarizada com a Tesla sabe que as atualizações de software over-the-air (OTA) estão entre os maiores pontos fortes da empresa. Embora o atual Model S e suas variantes sejam quase fisicamente idênticos aos veículos que eram há sete anos, ele oferece uma experiência de condução muito diferente. As atualizações refizeram o carro e melhoraram a experiência.

VEJA TAMBÉM: O sucesso da Tesla pouco tem a ver com os carros

Apesar de várias outras montadoras oferecerem atualizações OTA, nenhuma o fez com a frequência e a eficácia da Tesla. A Porsche afirma que também oferecerá atualizações OTA no Taycan. Se elas serão muito significativas? Nos resta apenas esperar e ver.

Vencedor: Tesla

RECARGA

A capacidade de reabastecer em movimento é outra área da equação da mobilidade eletrônica na qual a Tesla se destaca. De fato, a Supercharger Network (rede de supercarregadores) da empresa é um dos maiores ecossistemas de carga rápida do planeta. Assim que o Model S identifica que a bateria está fraca, um aplicativo de navegação redireciona o carro para a estação mais próxima. Se não houver algum nas proximidades, ele o direciona para o carregador de rede localizado mais perto.

A resposta da Porsche aos Tesla Superchargers é a Electrify America, uma rede terceirizada (uma subsidiária do Grupo Volkswagen) capaz de carregar elétricos de marcas diferentes. A infraestrutura atual da EA não é tão grande quanto a da Tesla, mas está crescendo rapidamente.

Além disso, a Porsche afirma que agregará vários aplicativos de carregamento de terceiros em um único login via smartphone. O aplicativo da Tesla não rastreia carregadores fora da rede. Assim, o sistema EA poderia superar o Tesla por conveniência geral.

Com isso dito, a Tesla tem sua rede há sete anos e possui a maior frota de veículos elétricos, com mais de 600 mil carros. Desse modo, a companhia apresenta uma vantagem substancial em uma rede construída em escala real.

Vencedor: Tesla

ReproduçãoForbes
O supecarregador de nível três, exclusivo da Tesla (à esquerda) é capaz de alimentar até 280 km (aproximadamente 50%) em apenas 15 minutos. A Porsche alega que seu sistema de carregamento de alta potência deve permitir uma carga de 80% em apenas 22,5 minutos

TECNOLOGIA

A Tesla é profissional no jogo dos painéis com tela grande, sendo a primeira a lançar um monitor touch destinado ao entretenimento informativo em tamanho retrato de 17 polegadas em seus veículos, além de uma tela de 12 polegadas substituindo o cluster de medidores. O sistema de informação e lazer da Tesla não possui o Apple Car Play e o Android Auto, mas permite a transmissão de músicas por Bluetooth, além da capacidade integrada do Slacker Radio (plataforma de streaming de música) e de atualizações over-the-air.

O Taycan, por outro lado, divide suas telas um pouco mais. O cluster de medidores é uma tela de 16,8 polegadas capaz de exibir vários recursos ao mesmo tempo. Há também uma tela de informação e entretenimento de 10,9 polegadas e outra de 8,4 polegadas para controle climático e reconhecimento de escrita. O Apple CarPlay é padrão, assim como um novo assistente digital que responde ao comando “Ei, Porsche”. Também há uma tela de infoentretenimento opcional disponível apenas para o passageiro da frente.

Quanto ao piloto automático, a Porsche não possui um sistema autônomo com essa capacidade, mas, de novo, quem realmente quer deixar seu Porsche dirigir sozinho?

Vencedor: Empate

ReproduçãoForbes
O imenso display central do Model S (à esquerda) facilita a visualização de várias fontes de informações de uma só vez
Reprodução/Forbes
O painel focado no motorista do Taycan oferece uma visão minimalista e limpa durante a condução

PREÇO

É aqui que as coisas ficam enviesadas. O Porsche Taycan Turbo S é consideravelmente mais caro que o Tesla Model S. Um Model S Performance totalmente carregado chega a US$ 114.900, enquanto um Taycan Turbo S carregado custa cerca de US$ 187 mil.

Vencedor: Tesla

VEREDITO

O Porsche Taycan é melhor fabricado, possui melhores pontos de contato, performance mais consistente e sua bateria durará mais tempo. No entanto, pelo menos no papel, o Tesla oferece números melhores a um preço muito mais baixo. Assim, até que o Taycan tenha mais tempo nas ruas, a vantagem deve ser a experiência em relação à beleza: o Tesla Model S é o vencedor. Mas meu palpite é que isso não durará por muito tempo.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).