Praticando distanciamento social? Veja os melhores equipamentos para se exercitar em casa

GettyImages/ Westend61
A quarentena forçada está aumentando a popularidade dos aplicativos e startups de esporte em casa

Você pode manter seu regime de exercícios, mesmo quando academias e estúdios se fecham devido ao coronavírus. Embora nada possa se comparar a um instrutor ao vivo e uma aula em grupo para mantê-lo motivado, os equipamentos de ginástica de última geração podem elevar sua experiência de ginástica em casa, especialmente quando nossas vidas se tornam cada vez mais remotas. Do ponto de vista do design, essas não são as esteiras comuns. Pense em equipamentos elegantes e mínimos.

Além disso, startups de tecnologia física como Peloton, MIRROR e FightCamp vendem máquinas altamente interativas que se conectam a academias de ginástica ao vivo, fornecendo acesso em HD a treinadores de classe mundial e outros participantes da classe em tempo real. Uma marca italiana, Technogym, vende até uma bicicleta ergométrica de US$ 12.465 e uma esteira de US$ 16.050, ambas projetadas de maneira tão bonita que dobram como esculturas quando não estão em uso.

LEIA MAIS: 4 dicas de Flávio Augusto para manter o desempenho no home office

As seguintes máquinas de exercício são realmente admiráveis, mas o melhor de tudo é poder fazer um exercício vigoroso do conforto da sua casa, sem precisar encontrar uma multidão:

  • Peloton

    Estou escrevendo essa lista enquanto ando de bicicleta pelo cume principal do exuberante Parque Nacional Fiordland na Nova Zelândia, tudo isso do conforto da minha casa no Queens, Nova York.

    A Peloton oferece centenas de aulas ao vivo e pré-gravadas com sua equipe de instrutores, muitos deles desenvolveram uma base de fãs própria graças à sua energia eletrizante (oi, Robin!) e músicas matadoras (obrigado, DJ Ally Love). Você pode queimar facilmente de 200 a 300 calorias sem ter de fazer um único agachamento. A máquina da Peloton é silenciosa e se conecta com fones de ouvido Bluetooth, para que você possa fazer um treino forte sem fazer barulho, uma vantagem para pais com bebês dormindo. Muitas aulas se misturam em circuitos leves para braços tonificados. Você pode escolher entre uma programação que é transmitida praticamente a cada hora, seja um passeio de baixo impacto ao som do pop anos 90 ou um desafio total de resistência. Você também pode fazer login em sua crescente coleção de exercícios fora da bicicleta, que variam de ioga a cardiovasculares de alta intensidade.

    Mas enquanto trabalhamos (e treinamos) em casa nessa interrupção de todas as atividades de viagem, o recurso mais famoso da Peloton no momento pode ser o Passeios Cênicos, onde você pode escolher entre centenas de “rotas cênicas inspiradas simuladas de todo o mundo”. É possível começar o dia com um passeio bastante realista de 20 minutos pela Golden Gate Bridge ou pela colorida cidade portuária chilena de Valparaíso. Você nunca se sentirá confinado, mesmo preso em casa e amarrado na bicicleta.

    A empresa fechou seus estúdios em Nova York e Londres ao público, mas assinantes remotos podem continuar a ter aulas ao vivo com um treinador. Enquanto isso, as equipes de campo da Peloton continuarão entregando bicicletas e degraus (lançados há dois anos) a novos clientes, tomando precauções extras.

  • MIRROR

    Para aqueles que não desejam se comprometer com um exercício específico, a Mirror pode ser o melhor reflexo de seus desejos de treino em casa. Kailee Combs, vice-presidente de fitness, explicou o conjunto de recursos por meio de videoconferência. A Mirror chegou ao mercado em 2018 para aqueles que possuem dinheiro para gastar com o corpo, mas não tem espaço em casa. Você pode montar o equipamento na parede ou apoiá-lo em um suporte especializado. Funciona como um espelho de corpo inteiro quando desligado, e depois se transforma em uma experiência futurista, dando aos usuários acesso a mais de 70 novas aulas por semana, que incluem cardio, força, boxe, pilates, ioga e alongamento profundo. A Mirror lançou seu programa de meditação no início deste ano em parceria com a Lululemon, bem a tempo dos usuários que precisam ficar zen.

    A demonstração de Combs incluiu uma aula de cardio competitiva ministrada por um ex-dançarino de balé da cidade de Nova York. “Na Mirror, buscamos experiência pessoal. Cada aula é um jogo de precisão, onde estou competindo contra o meu melhor”, diz ela. Todos os novos usuários começam com uma pesquisa integrada para definir metas de treino e listar quaisquer lesões (para as quais o Mirror exibirá modificações na tela inferior esquerda).

    A Mirror funciona com qualquer dispositivo Bluetooth. Por um valor extra de US$ 49, você pode comprar um monitor de ritmo cardíaco espelhado, que sintoniza uma barra de freqüência cardíaca exibida. Também são exibidos na tela inferior pequenos avatares de outros usuários ao vivo com quem você pode interagir por meio de mensagens, anotações e emojis durante as aulas.

    “Em um esforço para acelerar o benefício da experiência Mirror para os membros durante esse período, nossa equipe tem trabalhado o tempo todo para lançar nosso produto digital mais cedo do que o originalmente planejado”, diz Brynn Putnam, fundadora e CEO. A partir da próxima semana, os novos membros terão acesso imediato ao conteúdo do dispositivo por meio do aplicativo enquanto aguardam a entrega e instalação de seu Mirror em casa.

    O aparelho da Mirror custa US$ 1.496 mais US$ 39 por mês para acessar o conteúdo sob demanda. Opções de financiamento também estão disponíveis. O fino sistema de exercícios possui uma câmera e um microfone integrados, permitindo que os usuários desfrutem de sessões individuais com treinadores pessoais que oferecem instruções e feedback em tempo real. Basta reservar pelo aplicativo por US$ 40 por sessão.

    A câmera da tela superior tem outro objetivo: concluir cada aula com um “Mirror Selfie”, que é enviado para a galeria da comunidade.

  • FightCamp

    O FightCamp é um ginásio de boxe doméstico conectado que fornece acesso a exercícios de boxe autênticos e tutoriais de técnicas em casa. Ele foi lançado em 2018, e, assim como uma série de academias butique, recentemente mudou o nome do mundo dos esportes de combate para um treino moderno e inclusivo. O aplicativo “fit-tech” de ponta encerrou seu primeiro ano de negócios sendo homenageado como uma das melhores invenções de 2019 pela revista “Time”.

    A equipe de campo do FightCamp montará uma sacola de boxe e entregará todos os acessórios de luta. Todo o sistema, que inclui bolsa, luvas e Punch Trackers, custará US$ 1.349, juntamente com US$ 39 por mês para treinamento de luta sob demanda. Seu aplicativo transmite exercícios do seu novo estúdio de Santa Monica com instruções conduzidas por especialistas e tecnologia de treinamento usada por profissionais. Seu Punch Trackers patenteado tem sido usado por atletas profissionais como o boxeador Vasyl Lomachenko e o astro do UFC Daniel Cormier durante o treinamento. Mas qualquer novato peso leve pode usar o FightCamp. Além de aprender os fundamentos do boxe, você tratará seu corpo com uma dose de pliometria e treinamento de força. Você vai suar muito depois de uma aula intensa. Embora não seja um exercício silencioso, você pode encomendar mini luvas de boxe para bebês, para que seu pequeno possa se divertir.

    O uso e as vendas da empresa aumentaram nas últimas semanas, com os usuários passando mais tempo em casa, de acordo com Tommy Duquette, cofundador do FightCamp, instrutor e ex-membro da Equipe Nacional de Boxe dos EUA. O uso atingiu o ponto mais alto em 17 de março e, novamente, em 18 de março, com o uso durante a semana de 9 de março sendo o mais alto de todos os tempos (superando a semana de ano novo).

    O FightCamp desbloqueia todo o conteúdo do aplicativo por US$ 39 a partir de sexta-feira, 20 de março. A experiência totalmente envolvente ainda exigiria a compra da bolsa, equipamento e assinatura mensal, mas o conteúdo do aplicativo é uma ótima maneira de começar no ringue. “A missão do FightCamp é inspirar o lutador dentro de todos e não conseguimos pensar em uma maneira melhor de ajudar a causar impacto na vida das pessoas, especialmente em tempos difíceis”, diz Duquette.

  • Ergatta

    Duquette é conselheiro de outra startup fit-tech, a Ergatta. O que parece uma linda máquina de remo vintage é na verdade um produto conectado e de alta tecnologia que traz mais inspiração dos jogos do que as aulas de fitness. A experiência na tela de Ergatta oferece exercícios estruturados na forma de jogos sociais: personalizados, desafios, competições em grupo e corridas.

    De acordo com o fundador e CEO Tom Aulet, eles estão vendo um enorme tráfego no site, compras, envolvimento com a comunidade e, o mais importante, exercícios concluídos no remador: todos tiveram aumento de 100% ou mais na popularidade. Por acaso, o lançamento de disponibilidade de produtos, que eles planejam há meses, é na próxima semana, para o qual oferecerão entrega gratuita personalizada e doarão US$ 100 ao “Fundo Covid-19 Meals On Wheels” para cada produto vendido.

  • Tonal

    O Tonal é especializado em musculação, mas trabalha mais do que apenas seus braços. Em vez disso, o “ginásio inteligente” de corpo inteiro também tem como alvo o peito e as pernas. O Tonal conta com o patenteado “Coach A.I.”, tecnologia que alavanca a resistência eletromagnética e eletrônica. O resultado é uma máquina de pesagem digital projetada para substituir suas fileiras de halteres, kettlebells e supino por um dispositivo mais elegante parecido com o Mirror. Quando se trata de hipertrofia, o posicionamento é tudo: os treinadores pessoais virtuais do Tonal projetam um treino personalizado para você, guiam você pelas nuances de postura e técnicas e, o mais importante, acompanham seus resultados. Além de US$ 2.995 pelo equipamento, a assinatura custa US$ 49 por mês.

  • CLMBR

    Se o sua academia de escalada estiver fora de serviço ou se você tiver adiado sua viagem ao Monte Everest, poderá manter o treino durante esses tempos difíceis com o CLMBR. A nova e inovadora máquina de escalada gera conteúdo de vídeo sob demanda para ajudar as pessoas em casa a entender os benefícios da escalada e da forma adequada. Suas 11 configurações de resistência permitem que usuários de qualquer nível permaneçam na pista durante as aulas em grupo. Durante cada subida, a tela exibe métricas em tempo real sobre potência, alcance e andamento. Os dados do resumo do treino são enviados por e-mail ao usuário para ajudar a acompanhar o progresso e maximizar as métricas para aproveitar ao máximo seu tempo na máquina. A máquina está disponível para pré-venda por US$ 200.

  • Technogym Personal

    A marca de academias de luxo Technogym estreou no verão passado no Salone del Mobile sua linda Personal Bike, parte de sua maior linha de luxo criada em parceria com o designer de interiores Antonio Citterio. Embora as peças não tenham aulas de transmissão ao vivo, a maioria de seus equipamentos vem com consoles HD que permitem aos usuários navegar na internet, conectar-se a um treinador e selecionar rotas panorâmicas. A falta de conectividade é compensada com design artesanal. Fabricada na Itália, a coleção apresenta peças diferentes, cada uma construída com uma montagem harmoniosa de madeira, vidro, alumínio e aço polido. Como resultado, as bicicletas da Technogym Personal (de US$ 11.650 a US$ 12.465), cross trainer (US$ 14.815), esteira (US$ 16.050) e pesos para treinamento de força (US$ 19.285) podem funcionar como esculturas estéticas internas quando não estiverem em uso. A marca italiana de 30 anos é a fornecedora oficial de equipamentos de ginástica para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio 2020.

  • Aplicativos e outras opções

    A compra de equipamentos e acessos por assinatura a exercícios ao vivo provavelmente custam mais de US$ 1.500, mas também existem aplicativos de fitness impressionantes, duros para o corpo, mas tranquilos para a carteira. Para iniciantes, a NEOU está oferecendo exercícios premium projetados para toda a família.

    Grandes redes podem suportar essa tempestade, mas estúdios menores, construídos por profissionais apaixonados da área da fitness, estão lutando, semelhante aos donos de restaurantes locais e outras pequenas empresas.

    Felizmente, algumas academias estão apostando na criatividade. Agora você pode adquirir uma semana de acesso ilimitado às aulas do Bar Method ministradas por uma variedade de instrutores de Nova York por apenas US$ 39. A Wundabar Pilates está oferecendo 40% de desconto em seu On-Demand com o código WUNDAFIRST. O Training Mate está se preparando para lançar seus próprios exercícios de streaming HIIT, sem equipamento, por meio do VIMEO. Os clientes existentes podem transmitir gratuitamente ou US$ 99 para quem quiser participar.

    E, é claro, os proprietários e instrutores de academias não precisam de equipamentos de streaming de alta tecnologia para alcançar seus clientes. O Kings Combat Williamsburg abriu suas portas no início deste mês no Brooklyn e recentemente teve que fechar temporariamente. Os instrutores Danny Millet e Maggie Rickman ainda continuam realizando exercícios e regimes diários via Instagram Stories, completos com instruções detalhadas, ativações de aquecimento e desacelerações para diminuir e acalmar sua frequência cardíaca. Uma maneira excelente (e gratuita) de nocautear a ansiedade e o pânico.

Peloton

Estou escrevendo essa lista enquanto ando de bicicleta pelo cume principal do exuberante Parque Nacional Fiordland na Nova Zelândia, tudo isso do conforto da minha casa no Queens, Nova York.

A Peloton oferece centenas de aulas ao vivo e pré-gravadas com sua equipe de instrutores, muitos deles desenvolveram uma base de fãs própria graças à sua energia eletrizante (oi, Robin!) e músicas matadoras (obrigado, DJ Ally Love). Você pode queimar facilmente de 200 a 300 calorias sem ter de fazer um único agachamento. A máquina da Peloton é silenciosa e se conecta com fones de ouvido Bluetooth, para que você possa fazer um treino forte sem fazer barulho, uma vantagem para pais com bebês dormindo. Muitas aulas se misturam em circuitos leves para braços tonificados. Você pode escolher entre uma programação que é transmitida praticamente a cada hora, seja um passeio de baixo impacto ao som do pop anos 90 ou um desafio total de resistência. Você também pode fazer login em sua crescente coleção de exercícios fora da bicicleta, que variam de ioga a cardiovasculares de alta intensidade.

Mas enquanto trabalhamos (e treinamos) em casa nessa interrupção de todas as atividades de viagem, o recurso mais famoso da Peloton no momento pode ser o Passeios Cênicos, onde você pode escolher entre centenas de “rotas cênicas inspiradas simuladas de todo o mundo”. É possível começar o dia com um passeio bastante realista de 20 minutos pela Golden Gate Bridge ou pela colorida cidade portuária chilena de Valparaíso. Você nunca se sentirá confinado, mesmo preso em casa e amarrado na bicicleta.

A empresa fechou seus estúdios em Nova York e Londres ao público, mas assinantes remotos podem continuar a ter aulas ao vivo com um treinador. Enquanto isso, as equipes de campo da Peloton continuarão entregando bicicletas e degraus (lançados há dois anos) a novos clientes, tomando precauções extras.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).