Guia traz roteiro para 24 horas em Luxemburgo

Como viver o charme do país europeu em apenas um dia.

Giulianna Iodice
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

Programe-se para aproveitar um dia livre em

Acessibilidade


Espremida entre Alemanha, Bélgica e França, a capital do Grão-Ducado de Luxemburgo – e um dos três maiores PIBs per capita do mundo – concentra bancos e políticos da União Europeia.

Veja, na galeria de fotos a seguir, nossa sugestão de roteiro:

  • 10h
    DE TUDO UM POUCO
    GLACISMAART

    Todo terceiro domingo do mês acontece uma experiência imperdível em Luxemburgo: o mercado Glacismaart. Além do que já é mais esperado para um mercado de rua, como frutas, alimentos e plantas, prepare-se para se perder entre antiguidades, tecidos e objetos de decoração.
    @villedeluxembourg

    Inscreva-se para receber a nossa newsletter
    Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
    Divulgação
  • 12h
    LUNCH TIME
    LA CRISTALLERIE

    Para alcançar o Ma Langue Sourit (em português, minha língua sorriu) é necessário viajar 18 km (de carro ou trem). O endereço de duas estrelas Michelin tem menu focado em ingredientes sazonais – aprecie no terraço. Se preferir ficar no centro, vá ao La Cristallerie: é ali que as culinárias francesa e asiática se encontram.
    @ma_langue_sourit
    @leplacedarmes

    Divulgação
  • 14h
    VARANDA DA EUROPA
    CHEMIN DE LA CORNICHE

    Subir até o Chemin de la Corniche é um passeio clássico – uma vez no local, você vai entender por que ele é chamado de “varanda da Europa”. Do observatório, descortina-se toda a cidade baixa, com as diversas casas de estilo medieval, além das Casemates du Bock: antigas fortificações militares, construídas a partir do ano 963. Bem ao lado do Rio Alzette, cuidado para não passar batido por um pequeno jardim com videiras.

    Divulgação
  • 15h30
    BELEZA INTERIOR – E EXTERIOR
    MUDAM

    A arquitetura do prédio do Mudam (Musée d’Art Moderne Grand-Duc Jean), do arquiteto chinês Ieoh Ming Pei (1917-2019) – o mesmo da pirâmide de vidro do Museu do Louvre –, já é uma atração. O acervo permanente tem 700 obras contemporâneas e inclui artistas locais e internacionais. Após a visita, vá à loja-conceito Luxembourg House, que só vende artigos fabricados no país.

    Divulgação
  • 17h
    A FANTÁSTICA FÁBRICA DE CHOCOLATES
    CHOCOLATE HOUSE NATHALIE BONN

    O chocolate é o ingrediente principal do extenso menu de sobremesas da Chocolate House Nathalie Bonn. A origem do protagonista da casa é belga ou francesa (tudo em nome da qualidade), e em nenhuma parte da execução das delícias são acrescentados corantes, óleo de palma ou aromatizantes. Há opções de produtos veganos, sem lactose, sem glúten e halal (alimentos permitidos na religião islâmica).

    Divulgação
  • 19h
    SÓ 269 LUGARES
    THÉÂTRE DES CAPUCINS

    Entre 1623 e 1795, o Théâtre des Capucins – hoje referência no coração da Cidade Velha – funcionou como um monastério. Durante a Revolução Francesa, foi transformado em um depósito de comidas e padaria. Em 1869, assumiu a sua função atual de teatro. Ele foi inteiro reformado em 1985. Para assistir a uma peça, show ou ópera no local é necessário ficar atento ao site: a procura é grande por apenas 269 lugares.
    @lestheatresvdl

    Divulgação
  • 21h30
    JANTAR
    LE PIGEONNIER

    O clássico da cena gastronômica da cidade é o uma estrela Michelin Clairefontaine, que tem ambiente elegante e uma notória carta de vinhos. O pitoresco Le Pigeonnier, um pouco afastado do centro, serve pratos tradicionais da culinária francesa como o brioche acompanhado por foie gras e o magret de canard (pato).

    Divulgação

10h
DE TUDO UM POUCO
GLACISMAART

Todo terceiro domingo do mês acontece uma experiência imperdível em Luxemburgo: o mercado Glacismaart. Além do que já é mais esperado para um mercado de rua, como frutas, alimentos e plantas, prepare-se para se perder entre antiguidades, tecidos e objetos de decoração.
@villedeluxembourg

Reportagem publicada na edição 74, lançada em janeiro de 2020

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: