Coletivo promete integrar marcas à cultura e ao terceiro setor

Marina Nacamulli
Marina Nacamulli

Evento online do projeto Blend Inspire

Idealizado por Nadia Leaute, ex-diretora de marketing de grandes nomes, como LVMH, Rolex e L’Oreal, antes mesmo da eclosão da pandemia da Covid-19, o Blend Inspire é um coletivo que visa a integrar marcas a atividades filantrópicas por meio de eventos, conversas e encontros. “Inspirei-me nas melhores festas de Paris no final dos anos 1990, onde tudo acontecia na cozinha dos apartamentos. Você tinha um blend extraordinário de excêntricos, intelectuais, de todas classes sociais e o critério do hype era a visão que você tinha para mudar a sociedade”, comenta Nadia.

Com o início do isolamento social adotado em razão da pandemia, a iniciativa se adaptou, tomando forma de evento online, mas com uma proposta distante das lives, já que o coletivo parte de um mailing selecionado cuidadosamente pela curadoria do projeto que convida os participantes um a um.

VEJA TAMBÉM: Evento discute setor de brand experience no pós-pandemia

Segundo Nadia, independentemente da marca ativada, as edições sempre contemplarão os pilares fundamentais do projeto: arte, música e filantropia. “Levamos os convidados a visitar ateliês de artistas, a ouvir um DJ set ou um músico revelação e apresentamos projetos sociais relevantes. Intercalamos momentos de conteúdo, de live performance como no caso dos artistas com momentos de networking”, explica ela.

O projeto teve seu primeiro evento realizado no dia 6 de fevereiro, na loja TEO, que faz uma curadoria de móveis vintage das décadas de 1940 a 1970. Durante o isolamento, o projeto fez seu primeiro evento online no dia 2 de maio,  no qual aconteceu a ativação de uma marca de gim nacional, a Amázzoni, e contou com a presença do cofundador e proprietário da destilaria, Arturo Isola, responsável por uma espécie de esquenta online.

Os convidados selecionados foram divididos entre duas salas de bate-papo, em uma era possível ouvir o set do DJ Paulão da Patuá Discos enquanto na outra rolava uma aula de mixologia com gim ministrada pelo empresário. De acordo com as preferências previamente preenchidas no formulário de participação, outros grupos foram formados possibilitando a interação entre as turmas.

Depois disso, todos foram convidados a conhecer o Instituto Dona de Si, projeto de empoderamento e ação social de Suzana Pires, convidada da edição, e a ONG Social Skate, de Sandro Testinha. Na sequência, houve uma visita guiada pelos artistas Luca Parise, Luiza Gottschalk e Renato Custodio pelos seus ateliês.

A próxima edição do Blend em Casa, como ficou conhecido o formato virtual, acontece do dia 23 de maio e trará em seu line up a ONG Imargem, que leva grafitti e vela para comunidade do Grajau, os artistas Camilla Bologna, Antônio Bokel e Rimon Guimarães. Já o som ficará a cargo do DJ Paulão.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).