Investidor da Tiger Global compra uma das casas mais caras da história dos Estados Unidos por US$ 132 milhões

Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

A propriedade de quase 2 mil metros quadrados foi inicialmente colocada à venda por US$ 140 milhões

Uma casa em Palm Beach, na Flórida, foi vendida por US$ 132 milhões e se tornou a segunda casa unifamiliar mais cara já registrada nos Estados Unidos. O comprador foi Scott Shleifer, cofundador de um braço de investimento de capital privado da Tiger Global Management.

A casa de quase 2 mil metros quadrados estava no mercado há algumas semanas com um preço inicial de US$ 140 milhões. Apesar da leve redução de preço, ainda se aproxima da antiga propriedade de David Geffen em Beverly Hills comprada em 2020 por Jeff Bezos por um valor de US$ 165 milhões.

VEJA TAMBÉM: Sylvester Stallone coloca mansão de Los Angeles à venda por US$ 130 milhões

O financiador Ken Griffin ainda detém o recorde de compra mais cara, com uma propriedade avaliada em US$ 238 milhões no edifício Central Park South de Nova York. Griffin também gastou pelo menos US$ 350 milhões em compras em Palm Beach como parte de seu plano para montar uma área que até agora atingiu 20 acres de extensão.

Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

Scott Shleifer (direita) está se mudando de Nova York para a Flórida

Localizada próxima ao mar, tendo o bilionário Nelson Peltz como vizinho, a nova casa de Shleifer fica em um terreno que antes pertencia ao ex-presidente Donald Trump, segundo o “Wall Street Journal”. Na época em que Trump era dono da propriedade, ela era conhecida como Maison de L’Amitié. Ele vendeu a propriedade ao bilionário russo Dmitry Rybolovlev por US$ 95 milhões em 2008, que mais tarde a subdividiu em três partes. Em 2017, Mark Pulte, um importante player na indústria de construção residencial, comprou o terreno à beira-mar por US$ 37 milhões e construiu esta casa de nove quartos, que vem com inúmeras comodidade luxuosas, como um cinema ao ar livre, adega, spa de beleza, piscina à beira-mar e casa de hóspedes separada. A propriedade foi vendida sob uma empresa ligada à Pulte.

O vendedor foi representado por Lawrence Moens da Lawrence A. Moens Associates, a mesma pessoa que frequentemente gerencia as outras compras de Griffin em Palm Beach. Moen tinha um interesse em investir na propriedade, segundo o “The Real Deal”. O comprador foi representado por Ryan Serhant de Serhant e Chris Leavitt de Douglas Elliman.

Veja, na galeria a seguir, algumas imagens do interior da mansão:

  • A casa foi vendida mobiliada, incluindo todos os itens presentes na sala

    Reprodução/Forbes
  • Ao lado do bar interno fica o local de armazenamento de vinho com controle de temperatura, uma peça de referência da sala de estar

    Reprodução/Forbes
  • O aquário funciona como um vínculo visual entre diferentes cômodos

    Reprodução/Forbes

A casa foi vendida mobiliada, incluindo todos os itens presentes na sala

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).