Kim Kardashian pede o divórcio de Kanye West

Andrew Kelly/Reuters
Andrew Kelly/Reuters

Kim Kardashian casou-se com Kanye West em maio de 2014

A estrela de reality Kim Kardashian pediu o divórcio de seu marido, o rapper Kanye West, após quase sete anos de casamento, informou uma porta-voz da Corte Superior de Los Angeles hoje (19).

Um representante de Kardashian, de 40 anos, confirmou que ela havia entrado com os papéis. O site de celebridades “TMZ” disse que a separação foi amigável e que Kardashian pediu a guarda conjunta dos quatro filhos, segundo fontes não identificadas.

LEIA MAIS: Quanto dinheiro está em jogo no divórcio de Kim Kardashian e Kanye West

Representantes de West não retornaram imediatamente uma solicitação de comentário.

O pedido ocorre após meses de rumores de que a relação entre os dois estava arruinada.

Kardashian, que fez seu nome no reality show “Keeping Up with the Kardashians”, casou-se com West em maio de 2014, o que os tornou um dos maiores casais de celebridades de Hollywood.

O relacionamento do casal ficou tenso no ano passado quando West, de 43 anos, que sofre de transtorno bipolar, realizou uma campanha malsucedida à Presidência dos EUA, marcada por declarações erráticas.

Kardashian divulgou em julho um comunicado pedindo compaixão pelos problemas de saúde mental de West, que tem 21 prêmios Grammy, mas o casal pareceu se distanciar ainda mais, com ele passando a maior parte do tempo em seu rancho em Wyoming e Kardashian permanecendo em sua mansão em Calabasas, perto de Los Angeles. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).