10 filmes mais caros de todos os tempos

Estúdios investem pesado em orçamentos milionários para atrair público e arrecadar bilhões de dólares em bilheteria.

Ana Cipriano e Rebecca Silva
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

Dois filmes da franquia “Piratas do Caribe” aparecem na lista, totalizando US$ 710 milhões em produção

Acessibilidade


A indústria cinematográfica movimenta bilhões de dólares anualmente e a competição por espectadores se intensificou com a chegada do streaming. Agora, antes mesmo de rivalizar com os outros longas em cartaz, é preciso atrair o público para os cinemas.

Nos últimos anos, temos visto orçamentos cada vez maiores principalmente em produções que envolvem uso extensivo de efeitos especiais. Por isso, nossa lista é composta por filmes de super-heróis, como os da Marvel e da DC, e por franquias da Disney, como Star Wars e Piratas do Caribe.

VEJA TAMBÉM: Os 10 atores mais bem pagos da última década

Nestes casos, os custos são altos não apenas pela tecnologia de ponta utilizada, mas também com os salários de atores, muitos dos quais com presença recorrente nas listas dos mais bem pagos da Forbes.

Na grande maioria dos casos, o investimento compensa. As grandes produções atraem multidões para os cinemas em todo o mundo, arrecadando bilhões em bilheteria, além de também renderem vendas em merchandising.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Entre os 10 filmes mais caros de todos os tempos, temos uma exceção: “John Carter”, um dos maiores fracassos da Disney. O estúdio investiu muito no longa para competir com “Vingadores” e “O Hobbit”. Como a história não tinha apelo com o público, o filme não teve boa procura e conseguiu, apenas, pagar os custos de produção.

Os valores na lista correspondem aos custos estimados de produção dos filmes, ou seja, quanto foi gasto para construir cenários, criar efeitos especiais e figurinos, além do valor pago em salários do elenco, equipe técnica e produtores.

METODOLOGIA

As informações sobre os custos de produção foram divulgadas pelo IMDb e pela Forbes. Para os longas que não contavam com dados oficiais publicados, uma média foi feita com os valores estimados divulgados.

Veja, na galeria de fotos a seguir, os 10 filmes mais caros de todos os tempos:

  • 10. “Batman vs. Superman: A Origem da Justiça”

    Valor de produção: US$ 250 milhões

    Uma das maiores produções da DC, lançada em 2016, foi motivo de discussões acaloradas entre os fãs das histórias em quadrinhos e rendeu muitas resenhas pela internet. Mesmo com um elenco de peso, que conta com Ben Affleck, Gal Gadot, Henry Cavill e Amy Adams, a produção foi alvo de grandes críticas tanto pelo roteiro quanto pela escolha dos atores.

    Dirigido por Zack Snyder, diretor de “300”, “Madrugada dos Mortos”, “A Lenda dos Guardiões” e “Watchmen”, “Batman vs. Superman” tinha a difícil missão de superar a aclamada trilogia “Batman” protagonizada por Christian Bale e dirigida por Christopher Nolan, que chegou às telas entre 2005 e 2012.

    No Brasil, o filme arrecadou cerca de US$ 37 milhões em bilheteria e desde maio do ano passado está disponível no catálogo da Netflix.

    Divulgação
  • 9. “Star Wars: Os Últimos Jedi”

    Valor de produção: US$ 258 milhões

    A franquia Star Wars sempre foi um grande sucesso nos cinemas mundiais e isso não foi diferente quando foi lançada a nova trilogia entre 2015 e 2019. Estrelada por Daisy Ridley e Adam Driver, a produção revisita os primeiros filmes da franquia e homenageia Carrie Fisher, que interpretou a Princesa Leia desde o primeiro episódio da sequência.

    Também conhecido como “Star Wars: Episódio VIII”, o filme arrecadou mundialmente mais de US$ 1 bilhão em bilheteria. As produções da franquia continuam conquistando o público, ao apresentar diferentes personagens e facetas da história, como acontece na série “The Mandalorian”, criada por Jon Favreau e originalmente transmitida pelo Disney+.

    Divulgação
  • 8. “Star Wars: A Ascensão Skywalker”

    Valor de produção: US$ 275 milhões

    O nono episódio de “Star Wars” foi lançado em 2019 e assim como outras produções da franquia foi tema de muitas discussões na internet.

    Com uma bilheteria mundial que ultrapassou US$ 1 bilhão, a produção é considerada o desfecho de uma história que estreou há mais de 40 anos nos cinemas.

    Assim como as outras duas produções da nova trilogia, “Star Wars: A Ascensão Skywalker” também está disponível na plataforma de streaming Disney+.

    Divulgação
  • 7. “Han Solo: Uma História Star Wars”

    Valor de produção: US$ 275 milhões

    Lançado em 2018, o filme dirigido por Ron Howard foi protagonizado por Emilia Clarke, Alden Ehrenreich, Paul Bettany e Donald Glover. No ano seguinte, a produção foi indicada ao Oscar de melhores efeitos visuais, mas acabou sendo desbancada por “O Primeiro Homem”.

    Com uma bilheteria bem mais enxuta do que a registrada pelo último filme da trilogia “Star Wars”, com arrecadação de cerca de US$ 392 milhões, “Han Solo” dividiu opiniões entre os fãs da franquia.

    Divulgação
  • 6. “John Carter: Entre Dois Mundos”

    Valor de produção: US$ 278,5 milhões

    O filme de ação, aventura e ficção científica gastou em produção quase o valor que arrecadou nos cinemas mundialmente. Com uma bilheteria de cerca de US$ 284 milhões, o longa lançado em 2012 foi dirigido por Andrew Stanton e estrelado por Lynn Collins, Taylor Kitsch e Willem Dafoe.

    Em uma entrevista ao “New York Times”, Stanton comentou sobre o fracasso do filme e todos os empecilhos que apareceram no caminho da produção sobre a história do veterano de guerra da Pixar e da Disney.

    Divulgação
  • 5. “Liga da Justiça”

    Valor de produção: US$ 300 milhões

    Lançado em 2017, a produção da DC vem gerando polêmicas ainda hoje. Inicialmente, o filme seria dirigido e escrito por Zack Snyder, que foi substituído por Joss Wheedon. Recentemente, o “The Hollywood Reporter” divulgou uma reportagem sobre problemas entre Ray Fisher, que interpreta Victor Stone, e Wheedon. Também existem relatos de que Gal Gadot (Mulher-Maravilha) e Jeremy Irons (Alfred) também tiveram tensões com o diretor.

    Mesmo com as polêmicas, o longa acumulou mais de US$ 657 milhões em bilheteria.

    O Universo Estendido DC lançou mundialmente em 18 de março deste ano outra versão da “Liga da Justiça”, dessa vez dirigida por Zack Snyder (“Snyder Cut”), que mantém o elenco original e conta com a presença de Jared Leto como Coringa.

    Divulgação
  • 4. “Piratas do Caribe: No Fim do Mundo”

    Valor de produção: US$ 300 milhões

    Lançado em 2007, “Piratas do Caribe: No Fim do Mundo” é o terceiro filme da sequência que terminou em 2017. A produção de quase três horas de duração arrecadou na época cerca de US$ 960 milhões em bilheteria. No IMDb, o longa aparece com uma nota de 7,1, baseada em mais de 600 mil avaliações. No Rotten Tomatoes, o filme tem uma aprovação por parte do público de 72%, com base em 250 mil avaliações.

    Dirigido por Gore Verbinski, o filme foi protagonizado por Johnny Depp, Keira Knightley e Orlando Bloom, que voltaram a aparecer apenas no último filme da série.

    Divulgação
  • 3. “Vingadores: Guerra Infinita”

    Valor de produção: US$ 321 milhões

    Repleto de “easter eggs”, um dos maiores sucessos do MCU (Universo Cinematográfico Marvel), “Guerra Infinita” foi assunto da legião de fãs das histórias em quadrinhos durante o ano de 2018 inteiro, principalmente pela ansiedade que foi gerada pelo final do enredo que viria no ano seguinte.

    A produção dirigida pelos irmãos Russo (Joe e Anthony Russo) foi a responsável por bater o recorde de maior crossover da história, com os maiores heróis da Marvel reunidos na luta contra o vilão Thanos.

    O filme contou com nomes recorrentes nas listas de atores mais bem pagos da Forbes como Scarlett Johansson, Robert Downey Jr. e Chris Hemsworth, que faziam parte do grupo original dos Vingadores.

    2018 foi um ano rentável para a Marvel que, além de “Guerra Infinita”, lançou também “Pantera Negra” e “Homem Formiga”.

    Divulgação
  • 2. “Vingadores: Ultimato”

    Valor de produção: US$ 350 milhões

    Lançado em abril de 2019, “Vingadores: Ultimato” foi o desfecho da sequência de filmes que se iniciou em 2012 e que comoveu uma legião de fãs do MCU (Universo Cinematográfico Marvel) ao redor do mundo.

    Um dos maiores sucessos de bilheteria da Marvel recebeu em 2020 o prêmio de melhor filme de ação do Critics’ Choice Awards.

    Com grande elenco, o longa final contou ainda com a vencedora do Oscar de melhor atriz (2016) Brie Larson, interpretando Capitã Marvel, que teve seu próprio filme lançado um mês antes da estreia de “Ultimato”.

    Desde o fim da sequência, a Marvel anunciou diversas produções importantes do MCU que dão sequência a história de alguns personagens e voltam no tempo para detalhar os passos de outros. O mais recente sucesso mundial é a série “WandaVision”, protagonizada por Elizabeth Olsen e Paul Bettany e criada pelo Disney+. A fase quatro do MCU conta ainda com o filme “Viúva Negra” e as minisséries “Falcão e o Soldado Invernal” e “Loki”.

    Divulgação
  • 1. “Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas”

    Valor de produção: US$ 410 milhões

    “Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas” é o único da sequência que não conta com a presença do par romântico formado por Keira Knightley e Orlando Bloom. Lançado em 2011, o longa é protagonizado por Johnny Depp, Penélope Cruz, Sam Claflin e Ian McShane.

    O quarto e penúltimo filme da sequência foi um dos que mais arrecadou em termos de bilheteria, atrás de “Piratas do Caribe: Baú da Morte”, lançado cinco anos antes, em 2011.

    O filme foi gravado na Inglaterra, no Old Royal Naval College em Greenwich, em Londres. Segundo a Forbes, um dos maiores custos do longa foi com o pagamento de elenco e funcionários. Estima-se que Johnny Depp sozinho recebeu US$ 55 milhões pelo papel de Jack Sparrow. Em 2012, o filme rendeu ao artista o prêmio de melhor ator de cinema do People’s Choice Awards.

    Divulgação

10. “Batman vs. Superman: A Origem da Justiça”

Valor de produção: US$ 250 milhões

Uma das maiores produções da DC, lançada em 2016, foi motivo de discussões acaloradas entre os fãs das histórias em quadrinhos e rendeu muitas resenhas pela internet. Mesmo com um elenco de peso, que conta com Ben Affleck, Gal Gadot, Henry Cavill e Amy Adams, a produção foi alvo de grandes críticas tanto pelo roteiro quanto pela escolha dos atores.

Dirigido por Zack Snyder, diretor de “300”, “Madrugada dos Mortos”, “A Lenda dos Guardiões” e “Watchmen”, “Batman vs. Superman” tinha a difícil missão de superar a aclamada trilogia “Batman” protagonizada por Christian Bale e dirigida por Christopher Nolan, que chegou às telas entre 2005 e 2012.

No Brasil, o filme arrecadou cerca de US$ 37 milhões em bilheteria e desde maio do ano passado está disponível no catálogo da Netflix.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: