Os destinos mais exclusivos para fazer safári em Botswana

É possível visitar as reservas do país com a maior população de elefantes do mundo com conforto nos premier camps

Décio Galina
Compartilhe esta publicação:
Getty Images
Getty Images

Botswana é o país com a maior população de elefantes do mundo

Acessibilidade


Sem acesso ao mar e cercado por Namíbia, Zâmbia, Zimbábue e África do Sul, Botswana conserva uma das melhores paisagens da Terra para testemunhar os espetáculos promovidos pelo trânsito incessante da vida selvagem. Visitar as reservas do país que tem a maior população de elefantes do planeta – e os maiores elefantes do continente – é como estar ao vivo em um documentário da National Geographic. A temporada de seca – de setembro a outubro – é a melhor época para se encantar com o desfile animal.

Em Botswana, estão os destinos mais exclusivos para fazer safári com altas doses de conforto. A preservação dos cantos mais remotos do país foi a semente para a criação do Wilderness Safari, em 1983. Hoje, o grupo que nasceu comprometido com um modelo de negócio sustentável e com a valorização das comunidades locais tem cerca de 40 acampamentos em seis países da África, protegendo mais de 2,5 milhões de hectares espalhados por oito biomas.

VEJA TAMBÉM: 4 propriedades à venda pelo mundo, a partir de US$ 6 milhões, para quem ama vinhos

No canto noroeste do Parque Nacional Chobe (clássico ponto de encontro de diversas espécies), estão os pântanos do rio Linyanti. E é nessa profusão de elefantes, guepardos, leões, cães selvagens e leopardos que o Wilderness Safari conserva três Premier Camps (top entre outras duas categorias: Classic e Adventures): o recém-promovido DumaTau Camp, reaberto em abril; o novíssimo Little DumaTau Camp, aberto em maio; e o que já frequentava a lista, King’s Pool Camp. O DumaTau Camp passou por reformulação completa – e agora está empoleirado sobre a margem da lagoa Osprey, sempre agitada com o vai e vem de elefantes inquietos.

Conheça as experiências na galeria abaixo:

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
  • Divulgação

    DUMATAU CAMP

    A ampla revitalização do lodge de 1997 – concebida em uma área exclusiva – é fruto do trabalho do Luxury Frontiers and Artichoke Interiors em associação com a artista sul-africana Gina Waldman e o time de design in-house do Wilderness Safari. São sete suítes de 142 metros quadrados e uma suíte família, todas com piscina particular. Os safáris em carros abertos acontecem pela manhã, tarde e noite. Passeios de barco, caminhadas na natureza, observação de pássaros e voos panorâmicos de helicóptero também compõem a programação de dias vividos, parece, em outra dimensão. Gosta de fotografar? No Photo Hup, há câmeras Olympus à disposição. Cem por cento da energia utilizada no DumaTau é solar. Há programação especial para a faixa etária de 6 a 16 anos.

  • Divulgação

    LITTLE DUMATAU CAMP

    Ao norte de DumaTau, o Little DumaTau pretende proporcionar uma experiência ainda mais intimista, já que são apenas quatro suítes – também com piscina particular. E, como ninguém é de ferro, entre um safári e outro, massagens estão garantidas no spa do Osprey Retreat, compartilhado com o lodge vizinho. O restaurante é abastecido com produtos frescos de Maun. A apresentação dos pratos concorre com a vista espetacular da lagoa Osprey.

  • Divulgação
Divulgação

DUMATAU CAMP

A ampla revitalização do lodge de 1997 – concebida em uma área exclusiva – é fruto do trabalho do Luxury Frontiers and Artichoke Interiors em associação com a artista sul-africana Gina Waldman e o time de design in-house do Wilderness Safari. São sete suítes de 142 metros quadrados e uma suíte família, todas com piscina particular. Os safáris em carros abertos acontecem pela manhã, tarde e noite. Passeios de barco, caminhadas na natureza, observação de pássaros e voos panorâmicos de helicóptero também compõem a programação de dias vividos, parece, em outra dimensão. Gosta de fotografar? No Photo Hup, há câmeras Olympus à disposição. Cem por cento da energia utilizada no DumaTau é solar. Há programação especial para a faixa etária de 6 a 16 anos.

Reportagem publicada na edição 88, lançada em junho de 2021.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: