Leiloada por R$ 67 mil, cachaça em garrafa com diamante chega ao mercado em edição limitada

Foram engarrafadas mil unidades da Weber Haus Diamant 21 years old, vendida em duas versões de embalagem.

Mariana Weber
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

Foram produzidas 1.000 unidades da cachaça Weber Haus Diamant 21 years

Acessibilidade


A garrafa número 1 da Weber Haus Diamant 21 years já tem dono: foi arrematada em um leilão em 18 de novembro em Ivoti (RS) por R$ 66.948. As outras 999 unidades da edição limitada chegam ao mercado em duas opções: uma garrafa no formato de diamante, acomodada em um estojo de madeira espelhado, por R$ 5.948; e uma versão que inclui um diamante incrustado de 3,65 mm, por R$ 9.948.

Dentro da embalagem, uma cachaça envelhecida seis anos em carvalho francês e 15 anos em bálsamo, com graduação alcoólica de 40% e características sensoriais de nozes, chocolate, tabaco, baunilha, canela, amêndoa e erva-doce.

A bebida que chega ao mercado começou a ser elaborada no ano 2000, quando Hugo Weber e o filho, Evandro Weber, resolveram separar um lote da cachaça produzida pela Destilaria H. Weber, criada em 1948. “Até então não tínhamos ideia de qual seria o nome, destino ou característica do produto, apenas sabíamos que essa seria a grande joia da destilaria”, diz Evandro, diretor da destilaria.

Agora o resultado está sendo transformado na edição comemorativa aos 21 anos da marca Weber Haus, lançada, na virada do milênio, como uma aposta em rótulos mais sofisticados e na expansão para fora do mercado regional gaúcho.

Compartilhe esta publicação: