Relembre projetos icônicos do arquiteto Ruy Ohtake

Prédio da embaixada do Brasil em Tóquio e o hotel Royal Tulip, em Brasília, estão entre suas obras mais famosas.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Divulgação/Instituto Tomie Ohtake
Divulgação/Instituto Tomie Ohtake

O prédio que abriga a instituição dedicada à obra de sua mãe, a artista Tomie Ohtake, foi inaugurado em 2001 e fica no bairro Pinheiros, em São Paulo

Acessibilidade


Na manhã de hoje (27), o arquiteto Ruy Ohtake faleceu aos 83 anos em sua residência, no bairro do Itaim, em São Paulo, de mielodisplasia, um tipo de câncer de medula. O paulistano foi responsável por mais de trezentos projetos construídos no Brasil e no exterior, além de professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie e da Universidade Católica de Santos.

Ele é conhecido por incorporar formas geométricas bem definidas e linhas arredondadas em seus projetos, que incluem obras públicas, escolas, cinemas, teatros, edifícios de apartamentos e de escritórios e residências. Ohtake também assinou o design de peças de mobiliário para os prédios que desenhou, muitos deles utilizando materiais que contrastavam com a leveza de seu traço, como concreto.

LEIA MAIS: Morre Ruy Ohtake, arquiteto e criador do Unique e do Renaissance, aos 83 anos de idade

Seu estilo marcante lhe rendeu mais de 25 prêmios de arquitetura, incluindo o Colar de Ouro, maior condecoração do Instituto de Arquitetos do Brasil.

O filho mais velho da artista plástica naturalizada brasileira Tomie Ohtake deixou seu irmão, Ricardo, também arquiteto, e seus filhos Elisa e Rodrigo.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Relembre alguns dos projetos mais icônicos do arquiteto brasileiro.

  • Divulgação/Instituto Tomie Ohtake

    Embaixada do Brasil, Tóquio, Japão
    O prédio, localizado no bairro de Aoyama, tem projeto de 1981 e foi eleito pelo jornal americano The New York Times como uma das preciosidades da arquitetura contemporânea da capital japonesa

  • Divulgação/Instituto Tomie Ohtake

    Royal Tulip Brasília Alvorada, Brasília
    O sofisticado hotel tem vista para o Lago Paranoá e as curvas marcantes do arquiteto Ruy Ohtake

  • Divulgação/Instituto Tomie Ohtake

    Hotel Unique, São Paulo
    Localizado no bairro Jardim Paulista, o hotel é um ícone da capital paulista e um dos projetos mais conhecidos de Ruy Ohtake. Se destaca pela forma inusitada e pelo uso de cobre na fachada.

  • Divulgação/Instituto Tomie Ohtake

    Brasília Shopping, Brasília
    O complexo, localizado na Asa Norte da capital federal, foi construído em 1997 e traz as formas geométricas marcantes do estilo do arquiteto.

  • Divulgação/Instituto Tomie Ohtake

    Hotel Renaissance, São Paulo
    O projeto de 1996 tem duas torres de 27 andares com quinas arredondadas e painel assinado pela mãe do arquiteto, Tomie Ohtake, em um de seus halls de entrada

  • Divulgação/ Instituto Tomie Ohtake

    Terminal Sacomã, São Paulo
    O Terminal Sacomã, localizado no bairro do Ipiranga, em São Paulo, abriu as portas em 2010. Tem estrutura metálica oval e vigas não aparentes

  • Divulgação/Instituto Tomie Ohtake

    Agência Butantã do antigo Banco Banespa, São Paulo
    O projeto de 1976 traz formas geométricas bem definidas e estrutura de concreto, uma das marcas do estilo de Ruy Ohtake.

  • Divulgação/Instituto Tomie Ohtake

    Instituto Tomie Ohtake, São Paulo
    O prédio que abriga a instituição dedicada à obra de sua mãe, a artista Tomie Ohtake, foi inaugurado em 2001 e fica no bairro Pinheiros, em São Paulo

Divulgação/Instituto Tomie Ohtake

Embaixada do Brasil, Tóquio, Japão
O prédio, localizado no bairro de Aoyama, tem projeto de 1981 e foi eleito pelo jornal americano The New York Times como uma das preciosidades da arquitetura contemporânea da capital japonesa

Compartilhe esta publicação: