Virgil Abloh, diretor criativo da Louis Vuitton, morre aos 41 anos

Designer foi diagnosticado há dois anos com angiossarcoma cardíaco, um tipo raro de câncer.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Craig Barritt/Getty Images
Craig Barritt/Correspondente/Getty Images

Abloh foi o primeiro negro a chegar ao comando artístico da tradicional marca francesa de luxo

Acessibilidade


Virgil Abloh, diretor criativo da marca Louis Vuitton e fundador da Off-White, morreu hoje (28) em Chicago, nos EUA, aos 41 anos de idade, após enfrentar um angiossarcoma cardíaco, um raro tipo de câncer. O anúncio foi feito na conta oficial do designer no Instagram por sua família.

“Ele optou por enfrentar sua batalha em privado desde seu diagnóstico em 2019, passando por vários tratamentos desafiadores, ao mesmo tempo em que dirigia várias instituições importantes que abrangem moda, arte e cultura”, diz o comunicado.

LEIA MAIS: Com mais milionários no mundo, mercado de luxo cresce na pandemia

Abloh é conhecida por aproximar o streetwear ao mundo do alto luxo e foi o primeiro estilista negro da Louis Vuitton, a casa de moda francesa de quase 200 anos. Ele se juntou à grife em 2018 após o sucesso de sua marca Off-White, fundada por ele em Milão em 2012. A Off-White desenvolveu parcerias com grandes empresas, como Nike e Ikea, e Abloh desenhou o vestido de noiva da modelo Hailey Bieber pela marca.

O designer nasceu em Chicago, filho de pais imigrantes de Gana, de acordo com a Vogue. Ele era próximo ao rapper, estilista e conterrâneo Kanye West – os dois estagiaram juntos na Fendi. Mais tarde, Abloh desenhou a capa e atuou como diretor artístico do álbum “Watch The Throne” de West, e também influenciou as capas de “Yeezus” e “My Beautiful Dark Twisted Fantasy”.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Um artista multi-talentoso, Abloh também trabalhava com música e fez pinturas e esculturas. Uma coleção de suas obras de arte, Figures Of Speech, está em turnê em museus dos EUA. Ele se casou com Shannon Sundberg em 2009 e era pai de dois filhos, Gray e Lowe.

Robin Givhan, crítica sênior de moda do Washington Post, descreveu Abloh como “um designer que foi capaz de destilar a cultura pop, o zeitgeist, a aura do cool, o glamour da celebridade e uma espécie de diversidade hipster brilhante em jaquetas de motociclista, camisetas e tênis.”

O grupo LVHM publicou uma nota lamentando a morte de Abloh. “Todos estamos chocados com esta notícia terrível. Virgil não era apenas um designer genial, um visionário, ele também era um homem com uma bela alma e grande sabedoria. A família LVMH junta-se a mim neste momento de grande tristeza, e todos pensamos nos seus entes queridos após o falecimento do marido, do pai, do irmão e do amigo”, disse o CEO do conglomerado, Bernard Arnault, que atualmente ocupa o terceiro lugar no ranking dos maiores bilionários do mundo da Forbes, com uma fortuna de US$ 189,4 bilhões. Em agosto deste ano, o grupo comprou uma participação de 60% na Off-White por um valor não revelado.

Compartilhe esta publicação: