O que fazer em St. Barths, a ilha mais chique do Caribe

A empresária e influenciadora Giovana Bartelle Velloso conta como aproveitar o destino paradisíaco.

Giovana Bartelle Velloso
Compartilhe esta publicação:
Onne van der Wal/Getty Images
Onne van der Wal/Getty Images

St. Barths combina o savoir faire francês com o calor e as cores do Caribe

Acessibilidade


Arquivo pessoal
Arquivo pessoal

Giovana Bartelle Velloso é empresária e influenciadora digital

St. Barths, meu destino preferido para o Réveillon, também foi a escolha certeira de Dua Lipa, Leonardo DiCaprio, Priyanka Chopra Jonas e Drake.

Fim de ano é uma ocasião que faço questão de estar entre família e amigos (e se puder ser no paraíso, fica ainda mais especial)!

St. Barthélemy, carinhosamente batizado de St. Barths, é o verdadeiro paraíso. Além das praias azuis transparentes com areias clarinhas e macias, o lugar se completa com os melhores restaurantes, boutiques irresistíveis (com coleções exclusivas no clima resort-tropical chic que só se vê por lá), e acima de tudo, por sua atmosfera única que combina o savoir faire francês com o calor e as cores do Caribe.

VEJA TAMBÉM: Os 45 melhores hotéis do mundo para visitar em 2022

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Partindo do Brasil, as duas melhores opções em voos são via Miami ou Panamá e, de ambos, seguir para St Marteen. De lá, para chegar até a ilha é necessário pegar um voo panorâmico (15 minutos) ou ferry boat (1 hora). Ambos os caminhos são super seguros, mas com emoção, se é que me entendem…

Arquivo pessoal
Arquivo pessoal

A capital, Gustávia, cerca um porto repleto de iates

Para locomoção na ilha, opto por alugar carros menores, como Mini Cooper conversível (o mais popular em St. Barths): prático e charmoso!

Embalados pelos sets mais animados, os restaurantes têm, além da melhor gastronomia, músicas que deixam o clima pra lá de mágico! Esse ano, reservamos tudo com antecedência e fomos em mais de 20 amigos-família, uma turma grande e super alto astral! Fiquei hospedada no hotel Rosewood Guanahani, que foi todo reformado depois do furacão Irma.

O lugar é impecável, extremamente confortável e charmoso. O Rosewood também conta com serviço de motoristas que te buscam no aeroporto. Durante o caminho até o hotel, você admira a beleza da ilha e vai se ambientando acompanhado de toalhinhas frescas e água.

Arquivo pessoal
Arquivo pessoal

O hotel Rosewood Guanahani está situado em uma praia na Baía de Marigot

Parte da turma ficou em Villas, que são casas alugadas, também são uma excelente opção. As casas possuem chef de cozinha e todo serviço de hospitalidade. Com cara e clima de férias, os dias não têm hora para começar e nem terminar, uma delícia! Normalmente, vou à praia pela manhã com as crianças, e então, almoçamos em um restaurante pé na areia.

Arquivo pessoal
Arquivo pessoal

A culinária de St. Barths conta um toque da delicada sofisticação da França

À tarde, uma volta pelo centrinho de Gustávia, um sorvete de casquinha… E aquele vai e vem sem compromisso dos dias de verão à beira mar! O pôr do sol colore de cor de rosa o horizonte da ilha, o que vale a foto e a contemplação dos barcos maravilhosos que ficam ancorados no Porto.

Já a noite vai longe em St. Barths! Pode começar com um jantar glamouroso em um dos restaurantes magníficos da ilha e, dependendo do pique da turma, embalamos madrugada adentro…

Arquivo pessoal
Arquivo pessoal

O lugar fica mais animado durante a alta temporada

Para quem ama um banho de mar em clima de praia deserta, não pode deixar de ir a Salines. A praia não conta com a estrutura dos restaurantes, mas você não sente a menor falta. Com sua beleza e charme naturais, a graça de Salines é exatamente essa! A natureza foi generosa ali e faz tudo valer a pena, do jeito que é. Leve toalha, água e protetor solar.

Para quem se aventura nas trilhas, vale explorar a bela paisagem e conhecer as piscinas naturais! As vistas deslumbrantes da baía azul turquesa que banha toda a ilha são de perder o fôlego.

St. Barths tem mil encantos e a cada vez que vou me apaixono mais. É sim um pouco difícil de chegar, pois fica perdida na imensidão azul do Mar do Caribe e Oceano Atlântico, mas é uma joia rara que vale todo tempo e esforço para encontrar!

Arquivo pessoal
Arquivo pessoal

Em St. Barths, o turismo é chique e exclusivo

Roteiro

Restaurantes:

L’Isola
Bonito
Kinugawa
La Guerite
Tamarin

Restaurantes praia:

GypSea
Éden Rock
Nikki Beach
Shellona

Hotéis:

Rosewood Guanahani
Éden Rock
Cheval Blanc
Le Sereno
Christopher

Lojas:

Hermès
Prada
DolceGabbana
Dior
Montaigne Market
Jam’s Toyz (colecionáveis… a alegria das crianças)

Passeios:

Salines
Piscinas Naturais
Governeur
Trilhas entre montanha e o mar

Compartilhe esta publicação: