Cor do ano 2022: onde encontrar a Very Peri na França

Que tal viajar para um destino cercado pelo violeta da Pantone? Na região da Provença, é possível.

Alex Ledsom
Compartilhe esta publicação:
Getty Images
Getty Images

Abadia de Sénanques, perto de Gordes na região da Provença na França

Acessibilidade


No ano passado, foram duas cores escolhidas pela Pantone para representar 2021, o amarelo “Illuminating” e o cinza “Ultimate Gray”. Segundo eles argumentaram, essa foi a combinação perfeita durante a pandemia da Covid-19 e várias quarentenas: apenas a combinação certa de cores “para transmitir uma mensagem de força e esperança que é duradoura e edificante”. Passado um ano, o mundo precisa de uma cor mais profunda e alegre – que seja, nas próprias palavras da Pantone, “audaciosa”. E assim foi escolhido o violeta “Very Peri” (referência 17-3938).

À medida que o mundo faz planos para viajar em 2022 (embora sob as regras e restrições de entrada em certos países), um casamento perfeito pode ser simplesmente ir para um lugar cercado por esta cor. A França é o país mais visitado do mundo e, depois de Paris, uma rota de viagem ideal é seguir para o sul, para a Provença, e vagar entre os suntuosos campos de lavanda roxa.

LEIA TAMBÉM: Conheça três das mais luxuosas vinícolas da França para se hospedar

Os romanos usavam a lavanda como detergente e anti-séptico, além de repelente de insetos. Quando a trouxeram para a Provença, encontraram um clima acolhedor, onde a planta prosperou e agora é colhida comercialmente em toda a região. A época ideal para visitar é de meados de junho a meados de julho, quando as flores roxas estão desabrochando.

Getty Images
Getty Images

Campos de lavanda e de girassol perto de Valensole, na França

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Não perca a vila medieval de Gordes. Situada no alto da montanha de Luberon e com vista para o vale abaixo, o vilarejo é um lugar encantador para almoçar ou jantar e comprar produtos tradicionais de alta qualidade. A lavanda é colhida nos campos circundantes e um bom lugar para parar é no Museu da Lavanda nas proximidades (cerca de dez minutos de carro).

Termine com uma visita à vizinha Abadia de Sénanques, cujos monges cultivam lavanda e mel desde o século 12. Eles também administram um retiro para pessoas que desejam passar mais do que algumas horas vagando pelos campos de lavanda. Visitas estão disponíveis, mas tenha em mente que o único lugar onde os monges podem falar é na sala do Capítulo.

Getty Images
Getty Images

Plantação de lavanda em Vaucluse na região da Provença

Tanto a Abadia de Gordes quanto a de Sénanques seguem o horário de serviço estritamente tradicional da França (a abadia fecha às 17h mesmo no verão e a comida só é servida na região das 12h às 14h e das 19h às 21h). É melhor fazer reservas nos meses de verão europeu, entre junho e setembro.

Compartilhe esta publicação: