Rolls-Royce Cullinan 2022: um santuário sobre rodas

Novo modelo do primeiro SUV da marca tem valor inicial de cerca de R$ 1,7 milhão.

Kyle Edward
Compartilhe esta publicação:
Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

Rolls-Royce Cullinan 2022

Acessibilidade


A Rolls-Royce não precisa de introdução como marca. Tem sido a síntese do luxo por décadas, e ainda é. O Cullinan é o primeiro SUV que a marca já produziu, lançado em 2019 e batizado em homenagem ao maior diamante bruto do mundo. É fantasticamente caro, o dobro do custo de um Bentley Bentayga, começando em surpreendentes US$ 330 mil (cerca de R$ 1,7 milhão) antes da personalização. Mas, novamente, se você estiver olhando para um novo Rolls-Royce, o custo não deve ser uma preocupação.

Sem comprometer a experiência de condução

O Cullinan vem com um motor V12 com dois turbos de 6,7 litros com 563 cavalos. O veículo atinge 97 km/h em incríveis 4,5 segundos, um número impressionante, pois pesa cerca de 2,6 toneladas. O motor é silencioso em funcionamento normal e adota um ronco suave quando colocado no modo baixo (esportivo). A resposta também é voltada para manter a tranquilidade e a paz pela qual a marca é conhecida. Pressionar o pedal do acelerador até o fim fornece uma resposta suave e linear.

LEIA TAMBÉM: 6 carros únicos e exclusivos criados pela Rolls-Royce em 2021

O Cullinan leva as qualidades de condução e refinamento da Rolls-Royce a novos patamares. Na frente, há uma suspensão duplo A e no eixo traseiro uma suspensão de cinco braços, com uma suspensão pneumática autonivelante redesenhada para a altura elevada do veículo. Vem de fábrica com tração nas quatro rodas, um sistema de antiderrapagem de 48 volts e a potência vai para todas as quatro rodas em uma divisão de 50/50.

Ao contrário de outros SUVs de luxo, como o Bentayga, o Cullinan não é um pau para toda obra com a Rolls colocando o luxo acima de tudo. Nas curvas, balança e mergulha sob fortes frenagens. A direção é leve e precisa, a sensação do pedal é progressiva, permitindo frenagem e aceleração suave.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A Rolls-Royce fabrica carros que transcendem as restrições impostas a outros automóveis. O Cullinan, ao contrário de outros modelos Rolls-Royce como o Phantom, teve que trabalhar fora de estrada, o que por si só já é um desafio. O veículo tinha que ter rodas e suspensão pesadas, projetadas para oferecer robustez, distância do solo substancial e deslocamento generoso. Os engenheiros projetaram o carro para se adaptar a uma ampla gama de condições, desde o estacionamento do shopping até a pista off-road.

Veja mais fotos na galeria:

  • Reprodução/Forbes
  • Reprodução/Forbes
  • Reprodução/Forbes
  • Reprodução/Forbes
  • Reprodução/Forbes
  • Reprodução/Forbes
  • Reprodução/Forbes
  • Reprodução/Forbes
  • Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

A cabine é espaçosa, forrada em couro de novilho granulado, carpete de lã de cordeiro, belos acabamentos em madeira e detalhes em alumínio fresado. Para facilitar a entrada, o carro abaixa automaticamente a carroceria em 40 milímetros quando você destrava a porta, com portas que são mantidas no lugar por dobradiças inteligentes. Para aqueles que desejam níveis ainda mais altos de personalização, a Rolls-Royce personaliza o veículo com tudo que você possa imaginar.

O veículo é oferecido inicialmente com cinco lugares, com um banco traseiro rebatível dividido que é motorizado e pode ser dobrado. No porta-malas, o veículo tem um compartimento que permite a instalação de um conjunto opcional com um par de bancos revestidos em couro e uma pequena mesa que sai do chão.

Os bancos dianteiros têm funcionalidade de aquecimento e massagem, juntamente com configurações de memória para os dois bancos. Os passageiros traseiros se sentem mais altos do que os da frente, seja na configuração lounge ou em cadeiras individuais.

LEIA TAMBÉM: Rolls-Royce bate recorde de vendas em 117 anos de história

Por mais atemporal que pareça o interior, um destaque é o grande sistema de informação e entretenimento com tela sensível ao toque de 12,3 polegadas que está em todos os Cullinan. O sistema instalado é apresentado de forma inteligente e fácil de usar. O carregamento sem fio é padrão, assim como o espelhamento de telefone sem fio. O carro também está equipado com o sistema de áudio personalizado Rolls-Royce, que tem excelente clareza, mas pode usar mais potência.

Design exterior clássico

O design do Cullinan definitivamente chama a atenção. O perfil dianteiro consiste em uma enorme grade panteão feita de hastes de aço individualmente polidas à mão, com o símbolo da marca, o Espírito do Êxtase, na frente. O perfil lateral é caracterizado por rodas de liga leve de sete raios de 22 polegadas com as exclusivas tampas centrais das rodas que se auto-orientam e portas articuladas na traseira exclusivas. O veículo também tem molduras laterais cromadas e molduras laterais pretas imponentes.

O perfil traseiro é dramaticamente inclinado, com pequenas luzes de freio de LED, um sutil spoiler e duas grandes saídas de escapamento com ponta cromada. No entanto, você simplesmente não pode ignorar o capô gigante e imponente que abriga o motor V12 com dois turbos. Seu comprimento lembra outra época da história em que Duesenberg e Bugatti se alinhavam nas ruas dos ricos e famosos.

Simplesmente Rolls-Royce

A capacidade de personalizá-lo de acordo com o seu desejo torna o Cullinan único e atraente. Ao contrário de seu irmão maior, o Phantom, o Cullinan foi feito para servir em mais áreas, com um tipo diferente de luxo. O veículo é simples e focado em ser o Rolls-Royce para todos com muitas possibilidades. O Cullinan certamente não tem rivais e está em uma classe por si só. Às vezes é solitário no topo.

Compartilhe esta publicação: