Casarão nos Jardins vira showroom de moda infantil

Grupo Gato Mia inaugura em São Paulo local que vai abrigar as marcas Petit Cherie, Mon Sucré e Vanilla Cream.

Infomercial Petit Cherie
Compartilhe esta publicação:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Concepção artística do novo showroom da Petit Cherie em São Paulo

Acessibilidade


O grupo de moda Gato Mia inaugura no Jardim América, em São Paulo, o showroom-conceito que desde já representa seu principal endereço fora de Santa Catarina. Tendo a diretora criativa Andreia Costa Gomes à frente das ações – e depois de um investimento milionário –, o showroom vai abrigar as marcas infantis Petit Cherie, Mon Sucré e Vanilla Cream, oferecendo como diferenciais o ateliê para atendimentos sob medida e os modelos exclusivos para os pequenos clientes.

“Para marcar nossos 22 anos de atuação no mercado de moda infantil, escolhemos um casarão totalmente repaginado em uma das regiões mais nobres da capital paulista para ser o nosso ponto de encontro com varejistas nacionais e internacionais, além de aproveitarmos o espaço para eventos e desfiles”, comenta a executiva.

Especializada no mercado luxo, Andreia construiu seu know-how em cursos nacionais e internacionais e buscou inspiração nos polos mais importantes do circuito da moda mundial. Como resultado de seus investimentos em inovação criativa e pesquisa, hoje as criações do grupo estão nos Estados Unidos e Japão, além de outros países da América e da África.

Foto: Lu Prezia
Foto: Lu Prezia

Diretora criativa Andreia Costa Gomes

“A pandemia deixou como lição a necessidade de as marcas se reinventarem, trazendo novas experiências para todos os stakeholders.”

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Com sede no município de Sombrio (SC), o Grupo Gato Mia gera 500 empregos diretos, e suas marcas estão presentes em 2.500 pontos de vendas. Focado no mercado premium infantil, prevê faturar R$ 160 milhões em 2022, um crescimento de 25% em relação a 2021. “Acreditamos na recuperação do mercado ainda este ano, o que nos leva a projetar um faturamento acima de R$ 200 milhões até 2024”, finaliza.

*Infomercial é de responsabilidade exclusiva dos autores e não reflete, necessariamente, a opinião da FORBES Brasil e de seus editores.

Compartilhe esta publicação: