Ator Milton Gonçalves morre aos 88 anos

Com mais de 60 anos de carreira no audiovisual brasileiro, o mineiro morreu em decorrência de sequelas de um AVC

Redação
Compartilhe esta publicação:
Cesar Alves/Globo
Cesar Alves/Globo

Milton Gonçalves morreu aos 88 anos no Rio de Janeiro

Acessibilidade


Morreu hoje (30), aos 88 anos, o ator brasileiro Milton Gonçalves, em decorrência de sequelas de um AVC (acidente vascular cerebral) em 2020. A informação foi confirmada por sua família.

Nascido em Minas Gerais em 1933, Milton acumulou mais de 60 anos de carreira nas telas brasileiras, especialmente na TV Globo. Junto com Célia Biar e Milton Carneiro, formou o primeiro elenco de atores da emissora. Por lá, foram cerca de 40 novelas, minisséries e programas como ator e diretor – entre eles “Irmãos Coragem” (1970), “A Grande Família” (1972), “Pecado Capital” (1975), “Escrava Isaura” (1976), “Carga Pesada” (1979) e “Caso Verdade” (1982-1986). Pela novela “Sinhá Moça” (2006), ganhou um Emmy Internacional de Melhor Ator. Na cerimônia, foi o primeiro brasileiro a apresentar um prêmio.

Nos cinemas, atuou em longas como “Macunaíma” (1969), “Eles Não Usam Black-Tie” (1981), “Carandiru” (2003), “Assalto ao Banco Central” (2011) e “Carcereiros” (2019).

Milton Gonçalves sofreu um acidente vascular cerebral isquêmico em fevereiro de 2020, quando ficou três meses internado no hospital traqueostomizado. Desde então, ele vinha em tratamento para lidar com sequelas, especialmente na perna esquerda e na voz. O ator estava fazendo sessões de fisioterapia e fonoaudiologia diariamente.

 

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação:

Temas