De volta a Mônaco, princesa Charlene diz que está melhor, mas que sua saúde ainda é frágil

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


PARIS (Reuters) – A princesa Charlene de Mônaco, que esteve longe do principado por meses, segundo o palácio por precisar tratar questões de saúde, entre elas uma “profunda fadiga geral”, disse à imprensa local que está melhor, mas que sua saúde ainda está frágil.

A ex-campeã olímpica de 44 anos, que se casou com o príncipe Albert em 2011, voltou a Mônaco em março, enquanto sua saúde melhorava, conforme anunciou o palácio à época. Ela retomou seus deveres oficiais apenas recentemente.

“Minha saúde ainda está frágil e não quero apressar nada”, disse Charlene ao jornal Nice Matin em uma rara entrevista, publicada na quarta-feira, acrescentando: “Foi um caminho longo, difícil e doloroso. Hoje, me sinto mais serena”.

Sua longa ausência alimentou especulações na imprensa sobre uma briga entre ela e Albert, algo que foi repetidamente negado pelo palácio.

Charlene criticou as especulações, elogiando seu marido por tê-la apoiado e dizendo que “assim como todos os seres humanos, temos emoções, fragilidades, mas nossa família é exposta à atenção da mídia e até a menor fraqueza é transmitida”.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Albert é o filho do falecido príncipe Rainier 3º e da atriz Grace Kelly, que deixou de lado uma carreira em Hollywood para se tornar a princesa Grace.

Charlene nadou pela África do Sul nos Jogos Olímpicos de Sidney, em 2000.

Compartilhe esta publicação: