Diana Ross espalha amor no Festival de Glastonbury

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


GLASTONBURY, Inglaterra (Reuters) – Foi um caso de amor banhado pelo sol entre Diana Ross e os participantes do Festival de Glastonbury neste domingo, que assistiram a cantora norte-americana se apresentar no espaço destinado às “lendas” no último dia do evento.

Com um vestido brilhante, um adorno com penas e brincos que poderiam ser usados como pequenos lustres, Ross começou a festa com “I’m Coming Out”.

A cantora e atriz, que já vendeu mais de 100 milhões de discos em todo mundo, chegou à fama nos anos 1960 com o grupo The Supremes, antes de começar a carreira solo em 1970.

As canções dos Supremes “Baby Love”, “Stop! In the Name of Love” e “You Can’t Hurry Love” deixaram o público extasiado. “Tantas canções sobre amor”, refletiu a artista.

Ross, de 78 anos, deveria participar em 2020, antes da pandemia causar o cancelamento do festival por dois anos seguidos.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Eu me mantive forte e determinada para chegar até aqui com vocês”, disse a cantora. “Estou muito empolgada.”

(Reportagem de Paul Sandle)

Compartilhe esta publicação: