"Top Gun" bate US$ 1 bi e passa "Doutor Estranho 2" na bilheteria

Sucesso estrelado por Tom Cruise ultrapassou longa da Marvel e é o filme de maior bilheteria mundial do ano

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

“Top Gun: Maverick” é o maior filme de Tom Cruise

Acessibilidade


O sucesso de bilheteria da Paramount “Top Gun: Maverick” ainda está voando alto nas bilheterias, ultrapassando a cobiçada marca de US$ 1 bilhão (R$ 5,2 bilhões) no fim de semana.

Com essas vendas de ingressos, o filme ultrapassou a aventura da Marvel da Disney “Doutor Estranho no Multiverso da Loucura” (US$ 943 milhões, R$ 4,9 bilhões) como o filme de maior bilheteria mundial do ano.

Leia mais: “Top Gun” coloca Tom Cruise na corrida do recorde de maior cachê

No fim de semana, em disputa apertada e incomum, “Elvis” e “Top Gun: Maverick” empataram no primeiro lugar das bilheterias na América do Norte, com cada um dos filmes arrecadando US$ 30,5 milhões (R$ 159,7 milhões).

“Elvis” e “Top Gun: Maverick” brigaram pela dianteira ao longo do final de semana, que viu o filme sobre o rei do Rock tomar o primeiro lugar na sexta-feira (24), e cair para o segundo no sábado (25). Os resultados finais serão compilados hoje.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Leia mais: “Elvis”: Discussão no TikTok já está ofuscando novo filme

Qualquer que seja o vencedor, é um resultado forte para ambos os longas. Para “Elvis”, uma estreia de US$ 30 milhões (R$ 157 milhões) é algo impressionante para um filme voltado para um público mais velho. Para “Maverick”, é quase inédito ver um filme gerar US$ 30 milhões em seu quinto final de semana de exibição.

No total, é um final de semana animador nas bilheterias, com cinco filmes apresentando resultados consideráveis. Quatro deles, “Elvis” e o também estreante thriller da Universal Blumhouse “O Telefone Preto”, assim como “Top Gun: Maverick” e “Jurassic World Domínio” levantaram US$ 20 milhões (R$ 104,7 milhões) ou mais, enquanto o quinto, “Lightyear”, da Disney Pixar, chegou perto com US$ 17 milhões (R$ 89 milhões).

Além disso, as vendas de ingressos não estão longe de estimativas de antes da pandemia. As receitas saudáveis das bilheterias começam a ser registradas conforme o público passa a se sentir mais seguro para voltar às salas de cinema.

De acordo com o National Research Group, 88% dos frequentadores estão “muito ou um pouco confortáveis” para ir ao cinema –marcando uma nova máxima histórica. Cerca de um ano atrás, esse número estava próximo de 59%.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: