Anna Carolina Bassi, empresária e estilista: "O desafio é crescer sem perder a essência"

Anna Carolina, que também é influenciadora, vem de uma trajetória de sucesso vertiginoso na moda desde que criou a grife que leva seu nome, em 2014

Donata Meirelles
Compartilhe esta publicação:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Anna Carolina Bassi é empresária e estilista

Acessibilidade


Diz o bom e velho mote dos negócios que o cliente tem sempre razão. A empresária, estilista e influencer Carol Bassi concorda e vai além. “Para mim, cliente é o melhor indicativo do caminho que devo seguir ou da mudança que é preciso ser feita. O cliente define tudo, é o que gira a engrenagem de qualquer negócio”, afirma.

É bom ouvir a moça, que vem de uma trajetória de sucesso vertiginoso na moda desde que criou a grife que leva seu nome, em 2014. De um corner com duas araras de roupas em uma das lojas de seus pais proprietários e fundadores da conhecida rede Guaraná Brasil, que marcou época nos anos 1990 – Carol fez sua empresa crescer e aparecer não apenas entre consumidores, mas também atingindo alta cotação no business of fashion. No final do ano passado, a marca Carol Bassi foi comprada pelo grupo Arezzo – em uma operação no valor de R$ 180 milhões – iniciando um outro capítulo na carreira da empresária.

Leia mais: Danuza Leão, mulher do mundo

Além da mudança, o momento agora é de expansão. A marca prepara a abertura de três lojas a partir do segundo semestre: uma em Belo Horizonte, um endereço fixo no Rio de Janeiro – onde já existe uma pop up store – e outra loja em São Paulo, no Jardins, onde tudo começou.

“O desafio agora é crescer sem perder a essência”, avalia Carol, sobre a identidade e o posicionamento da marca no mercado de luxo. “Nós poderíamos ter aberto outras lojas em tempo recorde – o grupo Arezzo tem estrutura para isso – mas preferimos seguir passo a passo, com muita consciência”, informa.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Anna Carolina Bassi tem formação em artes plásticas, pela FAAP, e seu convívio com a moda vem desde a adolescência. “Vi muito minha mãe modelar tecidos e no processo de criação”, conta, lembrando do tempo em que saía das aulas e ia direto para o escritório dos pais. “Estudava sentada nos rolos de tecidos”, diverte-se. Mas ela assumiu mesmo a sua vocação fashion aos 40 anos, quando uniu as atividades de influencer, empresária e designer.

Hoje ocorre um fenômeno curioso: o perfil pessoal de Carol.

(@annacarolinabassi) tem mais seguidores que o da marca

(@carolbassibrasil), no Instagram – 392K X 353K. Ela acha tudo muito natural. “Isso diz muito sobre a humanização da marca. A Carol Bassi é a Anna Carolina Bassi e vice-versa”, define.

A seguir, os principais momentos da conversa com Carol Bassi, empresária e mulher de sucesso.

Para o alto e avante

“O que deu o start para eu começar a minha empresa foi uma sensação de infelicidade. Eu não me sentia realizada profissionalmente, apenas trabalhando na marca dos meus pais. Mas, como costumo dizer, no fundo do poço tem uma mola que impulsiona a gente e nos faz mudar de direção. Basta querer. Muito. Então saí da minha zona de conforto, tomei coragem e apresentei minha primeira coleção na casa dos meus pais. Foi um divisor de águas para mim.”

Paz & propósito

“Encaro o sucesso como a capacidade de ter paz, e ultrapassar o meu propósito, trabalhando para atingir metas e aprimorar meu desempenho. Tudo faz parte de algo maior, que é impactar positivamente as pessoas.”

#teamcarol

“Nessa nova fase, como parte da Arezzo & Co., a direção da marca está completamente focada em mim e no Caio (Campos), meu marido e sócio. Trabalhamos com duas pessoas que fazem a diferença. Uma é a Milena

Penteado, diretora executiva do grupo, e o outro é o próprio Alexandre (Birman, CEO), que se envolve em cada empresa do grupo de uma maneira única, com uma liderança forte e objetiva. O dia 30 de novembro de 2021, quando anunciamos a compra da marca pelo

Arezzo & Co, foi uma data épica. Mudou a minha vida e colocou a Carol Bassi em uma relação de estrutura e expansão que eu jamais poderia fazer sozinha. Aliás, não faço nada sozinha. Gosto de estar junto com a minha equipe, com o meu time. Porque não posso estar com o meu produto de uma forma rasa.”

Juntos e misturados

“Trabalhar com meu marido Caio é um aprendizado diário. Ele é uma das pessoas mais generosas que conheço, além de ser brilhante em diversas  áreas. Tudo na minha vida é junto e misturado, então nós dois no trabalho é simplesmente um prazer.”

Vida que segue

“O que mais gosto no trabalho  é que quando eu penso, ‘cheguei lá, o que eu mais posso querer da vida?’, vem uma surpresa boa, uma benção, justamente por causa desse trabalho. Agora não sei exatamente o que vem pela frente, mas sei que estamos só começando.”

Com Mario Mendes e Sofia Mendes

Donata Meirelles é consultora de estilo e atua há 30 anos no mundo da moda e do lifestyle.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião de Forbes Brasil e de seus editores.

Compartilhe esta publicação: