Pintura Mona Lisa é atacada com sopa em Paris

Esta é a segunda vez que a obra sofre ataques de ambientalistas

Reprodução/Riposte Alimentaire
Reprodução/Riposte Alimentaire

As ativistas fazem parte da organização francesa “Riposte Alimentaire” (Resposta Alimentar)

Acessibilidade

Uma das obras mais famosas do mundo, a pintura “Mona Lisa”, de Leonardo da Vinci, foi atacada neste domingo (28) no Museu do Louvre, em Paris. Duas ativistas ambientalistas jogaram sopa no vidro que protege a obra, em forma de protesto contra as mudanças climáticas e a insegurança alimentar.

“O que é mais importante? A arte ou o direito a um sistema alimentar saudável e sustentável?”, declararam as manifestantes no momento do ataque, como mostrado em vídeo divulgado na internet. Após o ataque, eles foram levados por seguranças do museu.

  • Siga a Forbes no WhatsApp e receba as principais notícias sobre negócios, carreira, tecnologia e estilo de vida

As ativistas fazem parte da organização francesa “Riposte Alimentaire” (Resposta Alimentar), que declarou, em comunicado, que a intenção do protesto era destacar a necessidade de proteger o ambiente e as fontes de alimentos.

Esta não é primeira vez que a obra sofre ataques de manifestantes. Em maio de 2022, o vidro em frente da “Mona Lisa” foi coberto com creme em um primeiro protesto, também focado no meio ambiente.