Uma viagem pela Rota 40

Volvo apresenta a nova motorização T8 para XC90 e XC60: a autonomia do modo elétrico com alcance ainda maior

BrandVoice Volvo
Compartilhe esta publicação:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Nova motorização dos SUVs XC60 e XC90 foi apresentada pela Volvo na Patagônia argentina

Acessibilidade


Embalado na conexão com a Natureza que a Patagônia traz, fui conferir de perto uma novidade Volvo, marca sueca pioneira da eletrificação no Brasil e com metas ambiciosas que prezam a sustentabilidade.

Para apresentar a nova motorização dos SUVs XC60 e XC90, a Volvo Cars (@volvocarbr) realizou o lançamento dos modelos para toda a América Latina na cinematográfica região da Patagônia argentina. Mais especificamente, na charmosa cidade de Villa La Angostura.

Leia mais: Novos ícones

O destino não poderia ser mais carregado de significados: a famosa Rota 40, que conecta a divisa da Bolívia com o extremo sul da Argentina, percorrendo mais de 5 mil quilômetros.

O Correntoso Lake & River Hotel, de onde partiram as experiências, merece um parágrafo à parte. Clássico e tradicional na arquitetura e na decoração, se debruça sobre o Lago Nahuel Huapi. Fundado em 1917, desde então acomoda com luxo e requinte exploradores da beleza selvagem da Patagônia.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O primeiro dia serviu para renovar as energias. Enquanto o XC60 e o XC90 tinham suas novas baterias de 18,8 kWh recarregadas, o grupo descansava cercado pela natureza, com direito a montanha coberta de neve. Na manhã seguinte, o clima era de empolgação no lobby do hotel. Os termômetros apontavam -5 graus, o que só incrementava a aventura que se aproximava.

Hora de se acomodar ao volante e encontrar a ergonomia ideal – graças aos variados ajustes elétricos dos bancos. A boa notícia é que a farta lista de equipamentos dos modelos inclui aquecimento dos bancos, sem contar no excelente isolamento acústico e térmico.

Plenamente carregada, a bateria foi capaz de levar os SUVs pela primeira perna do trajeto sem recorrer ao motor a combustão, um competente 2.0 turbo. Além da maior autonomia elétrica de até 78km, também contamos com a ajuda de um novo recurso, o One Pedal Drive. Com ele, o motorista usa somente o pedal do acelerador para acelerar e frear o carro. Basta pressionar para acelerar e tirar o pé para frear. E assim a bateria consegue se regenerar.

Paramos no Lago Hermoso, onde a natureza selvagem lembrava a origem nórdica da Volvo, com muita neve cobrindo o verde da floresta.

No trajeto fomos em uma estação de esqui exclusiva para convidados, onde as embaixadoras da Volvo Nina Silva e Luiza Brasil e diretor geral de Operações e Inovação da Volvo Car Brasil, João Oliveira, falaram sobre digitalização, inclusão, diversidade e a ruptura pela qual a mobilidade urbana está passando – e o protagonismo da Volvo nessa transformação.

O Volvo XC60

“Mudar para o 100% elétrico é um desafio e sabemos que dirigir um modelo híbrido geralmente é um trampolim para tornar-se totalmente elétrico. Por isso, a partir de agora, as pessoas poderão usar o modo elétrico a maior parte do tempo. Os novos modelos têm um poderoso e econômico motor a gasolina e um excepcional motor elétrico, proporcionando mais praticidade e facilidade”, destacou João.

Ali ficou ainda mais evidente os cuidados e iniciativas da marca com a sustentabilidade, desde a escolha da Patagônia, seus investimentos em materiais sustentáveis, que apareceram em todos os detalhes, até o seu plano ambicioso de ser 100% neutra para o clima até 2040.

De lá seguimos para o restaurante El Malamado. Entre lagos e montanhas, imagens espetaculares surgiam no horizonte. Na mesa, delícias da gastronomia contemporânea com o toque patagônico.

A sinuosa Rota 40 foi ideal para que XC90 e XC60 demonstrassem altos níveis de estabilidade, silêncio a bordo e a sofisticação da cabine. Ao fim do dia, de volta ao Correntoso Lake & River Hotel, uma certeza: nada como uma road trip por uma estrada emblemática, serpenteando lugares exóticos que só a natureza patagônica pode oferecer, para entender a urgência em preservar o planeta e suas riquezas naturais.

*BrandVoice é de responsabilidade exclusiva dos autores e não reflete, necessariamente, a opinião da FORBES Brasil e de seus editores.

Compartilhe esta publicação: