Hyundai construirá fábrica de veículos elétricos na Coreia do Sul

Esta será a primeira inauguração de unidade produtiva da empresa no país em quase três décadas

Redação
Compartilhe esta publicação:
Yuriko Nakao/Getty Images
Yuriko Nakao/Getty Images

Fábrica dedicada a veículos elétricos é a primeira inauguração de unidade produtiva da Hyundai na Coreia do Sul em 30 anos

Acessibilidade


A Hyundai disse hoje (12) que construirá uma fábrica dedicada a veículos elétricos na Coreia do Sul, na primeira inauguração de unidade produtiva da empresa no país em quase três décadas.

A fabricação deve começar em 2025, disse o sindicato da empresa em comunicado, retransmitindo uma promessa que a companhia fez nas negociações salariais.

Leia mais: Associação eleva projeção e estima 1,3 milhão de motos produzidas

A Hyundai não deu mais detalhes em seu comunicado.

Em maio, o Hyundai Motor Group, que é dono da Hyundai e da Kia, disse que investirá 63 trilhões de wons (48,1 bilhões de dólares) na Coreia do Sul até 2025.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Os trabalhadores sindicalizados da Hyundai na Coreia do Sul votaram neste mês por uma possível greve pela primeira vez em quatro anos devido a demandas por salários mais altos. Os funcionários também estavam preocupados com o fato de a administração priorizar investimentos fora do país.

A Hyundai Motor, a maior montadora da Coreia do Sul, abriu pela última vez uma fábrica de automóveis no país em 1996.

A companhia disse em maio que investirá 5,5 bilhões de dólares para construir instalações completas para fabricação de veículos elétricos e baterias no estado norte-americano da Geórgia.

“As vendas de veículos com motor de combustão interna estão programadas para serem proibidas em certos mercados, então a nova fábrica de veículos elétricos é vital para a sobrevivência da Hyundai Motor”, disse Chang Moon-su, analista da Hyundai Motor Securities, subsidiária da montadora.

Compartilhe esta publicação: