Anvisa autoriza retomada de testes com potencial vacina da Johnson & Johnson

Ilustração: Dado Ruvic/Reuters
Ilustração: Dado Ruvic/Reuters

O estudo com a candidata a vacina da Johnson & Johnson no Brasil deve ser realizado em 11 Estados e incluir até 7.560 voluntários

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou hoje (3) a retomada dos testes clínicos no país com a potencial vacina contra Covid-19 da farmacêutica Janssen-Cilag, subsidiária da Johnson & Johnson, informou a agência reguladora em nota.

Os testes com o candidato a imunizante estavam suspensos desde o dia 12 de outubro, depois de um participante dos estudos nos Estados Unidos apresentar um evento adverso grave.

LEIA MAIS: Anvisa confirma suspensão de teste com vacina da Johnson & Johnson para Covid-19 no Brasil

“A decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária garante segurança aos voluntários brasileiros que queiram participar do experimento”, disse a Anvisa no comunicado.

“Após avaliar os dados do evento adverso e as informações do Comitê Independente de Segurança e dados da autoridade regulatória norte-americana (Food and Drugs Administration -FDA) a Anvisa concluiu que a relação benefício e risco se mantém favorável e que o estudo poderá ser retomado”, acrescentou a agência.

Ainda de acordo com a Anvisa, quando o ensaio clínico foi interrompido, 12 voluntários no Rio de Janeiro já haviam recebido a dose da potencial vacina ou o placebo. O estudo com a candidata a vacina da Johnson & Johnson no Brasil deve ser realizado em 11 Estados e incluir até 7.560 voluntários.

“É importante destacar que a Anvisa continuará acompanhando todos os eventos adversos observados durante o estudo e, caso seja identificada qualquer situação grave com voluntários brasileiros, irá tomar as medidas previstas nos protocolos para a investigação criteriosa”, disse a Anvisa. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).