Brasil doa R$ 8,5 mi para aliança global que financia vacinas contra Covid-19 para países pobres

Dado Ruvic/Reuters

O governo brasileiro autorizou hoje (18) a doação de R$ 8,5 milhões (cerca de US$ 1,6 milhão) para a Aliança Global para Vacinas e Imunização (Gavi), mecanismo de financiamento para garantir o acesso a vacinas para Covid-19 para 92 países de renda média e baixa.

A doação, aprovada pelo Congresso e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro, foi publicada hoje no Diário Oficial da União.

LEIA MAIS: CoronaVac induz rápida resposta imune, aponta estudo

Os recursos estavam previstos inicialmente como doação para a Agência Internacional de Compra de Medicamentos para Países em Desenvolvimento (Unitaid) e foi remanejado para a Gavi.

Criada em 2000 para melhorar o acesso de crianças a vacinas em geral, a Gavi, que tem financiamento parcial da Fundação Bill & Melinda Gates, associou-se à iniciativa Covax Facilities, da Organização Mundial de Saúde (OMS), que prevê a compra centralizada de vacinas contra a Covid-19 e distribuição para os países que se associaram.

A intenção é garantir que, no momento em que vacinas hoje em teste sejam autorizadas, países mais pobres possam também ter acesso mais rápido aos medicamentos.

LEIA TAMBÉM: Pfizer conclui testes de vacina para Covid-19 com 95% de eficácia

De acordo com dados mais recentes divulgados pela Aliança, foram arrecadados até agora US$ 2 bilhões para financiar a iniciativa, sendo necessários ainda outros US$ 5 bilhões. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).