Atletas serão testados "a cada 96 a 120 horas" durante Olimpíada, dizem organizadores

Reuters/Kim Kyung-Hoon
Reuters/Kim Kyung-Hoon

Organizadores explicam como funcionará o sistema de testagens durante as Olimpíadas em Tóquio.

Os atletas precisarão apresentar um teste negativo para Covid-19 feito menos de 72 horas antes de chegar ao Japão para a Olimpíada e serão testados “a cada 96 a 120 horas” durante os Jogos, de acordo com um relatório publicado pelos organizadores hoje (2).

Durante as negociações entre o comitê organizador de Tóquio-2020, o governo japonês e o Governo Metropolitano de Tóquio, foram discutidas outras diretrizes sobre como a capital japonesa planeja receber os Jogos adiados para o próximo ano.

LEIA TAMBÉM: Medidas contra Covid-19 na Olimpíada custarão cerca de US$ 960 milhões, diz agência

Atualmente, os visitantes do Japão precisam ficar em quarentena por 14 dias após a chegada, mas os atletas e outros que chegarem para os Jogos estarão isentos dessas medidas.

Mais de 15.000 atletas são esperados em Tóquio para a Olimpíada, que começa em 23 de julho, com a maioria hospedada na Vila dos Atletas.

De acordo com o relatório, um centro de testes será instalado na Vila para exames de competição.

Os organizadores também vão incentivar os atletas a passarem menos tempo em Tóquio do que o normal.

“Queremos ter consideração com os atletas, para que não haja muita concentração de pessoas na Vila”, disse o CEO da Tóquio 2020, Toshiro Muto, a repórteres após as negociações.

“Depois que os Jogos terminarem, queremos que os atletas voltem para casa o mais cedo possível.” (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).