Anvisa emite alerta sobre aplicação correta da vacina CoronaVac

Amanda Perobelli/Reuters
Amanda Perobelli/Reuters

O alerta informa ainda que todas as doses devem ser usadas em um prazo de até oito horas após a abertura de cada frasco multidose

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu hoje (27) alerta sobre cuidados referentes à administração da vacina CoronaVac, imunizante contra o Covid-19, em pacientes com o objetivo de “prevenir a ocorrência de eventuais erros”.

A imunizante vem em frascos com multidoses de 5 ml. Segundo o alerta, já houve relatos na Alemanha e em Israel de pacientes que receberam cinco vezes a dose preconizada de outras vacinas contra o vírus.

LEIA MAIS: Lote de 5,4 mil litros de insumos da CoronaVac deve chegar ao Brasil em 3 de fevereiro

“Os profissionais de saúde envolvidos na aplicação do produto devem se certificar de que o volume a ser aspirado do frasco multidose é de 0,5 ml por indivíduo, de modo que cada um receba somente a dose exata e necessária”, diz o comunicado.

O alerta informa ainda que todas as doses devem ser usadas em um prazo de até oito horas após a abertura de cada frasco multidose, desde que ele seja mantido em condições assépticas e sob temperatura entre +2°C e +8°C.

“Essa medida visa garantir as propriedades do imunizante, uma vez que a vacina não contém conservantes”, destacou.

A CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório chinês da Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, tem sido a vacina mais aplicada no país durante o uso emergencial no enfrentamento à pandemia do coronavírus. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).