Butantan entregará 4,6 milhões de doses da CoronaVac ao ministério

Amanda Perobelli/Reuters
Amanda Perobelli/Reuters

Número de doses a serem entregues foi definido pelo Ministério da Saúde

O Instituto Butantan entregará ainda hoje (17) 4,6 milhões de doses da CoronaVac, vacina contra Covid-19 do laboratório chinês Sinovac ao Ministério da Saúde, disseram o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e o presidente do Butantan, Dimas Covas.

Em entrevista coletiva no Hospital das Clínicas, logo depois de a primeira brasileira ser vacinada contra Covid-19 –a enfermeira Mônica Calazans, 54 anos– Dimas Covas disse que, das 5.994.576 doses da CoronaVac disponíveis, 4.636.936 serão entregues ao ministério e outras 1.357.640 ficarão em São Paulo.

VEJA TAMBÉM: Ministro promete iniciar vacinação contra Covid-19 em todos os Estados na quarta-feira

De acordo com o presidente do Butantan, esses números foram definidos pelo Ministério da Saúde.

Na entrevista, Doria também rebateu declarações feitas no Rio de Janeiro pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que criticou a antecipação da vacinação por São Paulo. Doria rotulou a fala de Pazuello como “inacreditável” e disse que o ministro não deveria protestar contra o Estado, mas sim agradecer a São Paulo.

Doria, desafeto político do presidente Jair Bolsonaro e provável adversário dele na eleição presidencial de 2022, afirmou ainda que o início da vacinação é uma resposta aos que chamou de “negacionistas”.

“O triunfo da ciência, o triunfo da vida, contra os negacionistas, contra aqueles que preferem o cheiro da morte”, disse Doria. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).