OMS fecha acordo com Pfizer para iniciar vacinação contra Covid em países pobres em fevereiro

Benoit Tessier/Reuters
Benoit Tessier/Reuters

O CEO da Pfizer disse que as 40 milhões de doses serão comercializados sem fins lucrativos

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou hoje (22) que chegou a um acordo com a Pfizer para a obtenção de 40 milhões de doses de sua vacina contra Covid-19, possibilitando o início da vacinação de pessoas em países pobres e de renda média-baixa, sob seu programa Covax, no mês que vem.

O Covax envolve acordos para centenas de milhões de doses para vacinar pessoas em países pobres e de renda média-baixa, mas ainda não começou a imunização. A vacina da Pfizer é até agora a única que tem aprovação emergencial da OMS.

LEIA MAIS: Vacina da Pfizer parece eficaz contra variante britânica do coronavírus, diz estudo

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse em uma entrevista que o novo acordo com a Pfizer deve permitir o início da vacinação em fevereiro para profissionais de saúde.

O CEO da Pfizer, Albert Bourla, disse que as 40 milhões de doses serão comercializados sem fins lucrativos. Bourla descreveu o acordo como inicial e disse que mais doses poderiam ser vendidas por meio do programa Covax no futuro. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).