Capitão britânico que bateu recorde de arrecadação é hospitalizado com Covid

Tom Moore não recebeu a vacina por estar sendo tratado de pneumonia.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Dylan Martinez/Reuters
Dylan Martinez/Reuters

Capitão Sir Tom Moore no lançamento de sua autobiografia em sua casa em Milton Keynes, no Reino Unido, em novembro de 2020

Acessibilidade


O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, é uma das muitas pessoas do país que desejaram melhoras ao centenário capitão Tom Moore, que bateu um recorde de arrecadação para o serviço de saúde britânico em meio à pandemia, desde que ele foi hospitalizado com Covid-19.

Moore, que arrecadou mais de 30 milhões de libras esterlinas percorrendo seu jardim 100 vezes durante o lockdown do ano passado, foi internado no hospital de Bedford depois de ser diagnosticado com o vírus, disse sua filha ontem (31).

LEIA TAMBÉM: Covax enviará vacinas de AstraZeneca e Pfizer à América Latina

“Você inspira a nação toda, e sei que estamos todos lhe desejando uma recuperação plena”, tuitou Johnson, acrescentando que seus pensamentos estão voltados a Moore e sua família.

O veterano da Segunda Guerra Mundial cativou o público em abril, pouco antes de seu 100º aniversário, quando foi filmado fazendo sua caminhada patrocinada com a ajuda de um andador ao redor de seu jardim no vilarejo de Marston Moretaine, localizado 80 quilômetros ao norte de Londres.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Ele esperava arrecadar mil libras esterlinas. Ao invés disso, arrecadou cerca de 33 milhões para o Serviço Nacional de Saúde, quebrou dois recordes do Guinness, foi transformado em cavaleiro pela rainha Elizabeth, emplacou uma canção no topo das paradas, escreveu uma autobiografia e ajudou a criar uma instituição de caridade.

“Rezem por Tom”, foi a manchete do tabloide “Sun”, uma mensagem ecoada por outros jornais, que também publicaram fotos e reportagens sobre ele com destaque.

O Reino Unido está vacinando toda a sua população de idosos contra o coronavírus, mas, segundo um representante familiar citado pela rede “Sky News”, Moore não recebeu a vacina por estar sendo tratado de pneumonia. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: