Marriott oferece incentivo financeiro aos funcionários que se vacinarem contra a Covid-19

Novo CEO da rede de hotéis afirma que vacinação é o melhor caminho para superar as dificuldades econômicas causadas pela pandemia.

Suzanne Rowan Kelleher
Compartilhe esta publicação:
Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

A rede de hotéis Marriott oferecerá o equivalente a quatro horas de pagamento para os colaboradores que se vacinarem

Acessibilidade


A Marriott International, Inc., maior grupo de hospitalidade do mundo, anunciou ontem (04) que fornecerá um incentivo financeiro aos funcionários para que eles se vacinem contra a Covid-19.

Com o novo Programa de Vacinação da empresa, os funcionários da Marriott em todas as marcas nos Estados Unidos e Canadá receberão o equivalente a quatro horas de pagamento após a conclusão da vacinação. O amplo portfólio da empresa de 30 marcas de hospitalidade inclui nomes conhecidos como Ritz-Carlton, JW Marriott, Westin, Sheraton, Residence Inn, Aloft, Moxy.

VEJA TAMBÉM: Permanência de sintomas em pacientes curados de Covid pode ter impactos graves, diz OMS

“Para incentivar nossos associados a se vacinarem, também oferecemos informações sobre os benefícios da vacinação e orientações para que os líderes permitam flexibilidade no agendamento da vacinação”, disse a Marriott em um comunicado, pontuando que a vacinação é fortemente recomendada, mas não obrigatória.

“Nosso objetivo para o Programa de Vacinação é remover os obstáculos potenciais à vacinação, para que nossos associados possam colocar sua saúde em primeiro lugar e ter paz de espírito”, diz David Rodriguez, diretor global de recursos humanos da empresa. “A Marriott International está confiante de que a vacinação é uma medida fundamental, junto com o uso de máscara, distanciamento social e protocolos de limpeza intensificados e práticas de higiene para minimizar a disseminação de Covid-19.”

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“À medida que as vacinas se tornam amplamente disponíveis, isso criará um ambiente mais seguro para todos os colaboradores e acreditamos que a confiança do consumidor em viajar novamente aumentará significativamente, o que ajudará na recuperação do setor de viagens e turismo”, afirma Rodriguez. Segundo ele, a empresa encorajou os franqueados a oferecer este incentivo aos seus associados.

A Marriott sofreu perdas recordes em 2020 depois que a pandemia paralisou as viagens globais. Em uma entrevista à “CNN”, o novo CEO da Marriott, Tony Capuano, disse que a empresa vê a distribuição de vacinas como o principal impulsionador da recuperação econômica.

“Eu acredito que as vacinas são a chave para desbloquear toda a demanda reprimida de viagens que existe”, conclui Capuano.

Ao promover um incentivo financeiro aos trabalhadores que são vacinados, a Mariott se junta a outras marcas importantes de viagens e lazer. A Amtrak, empresa de transporte ferroviário dos Estados Unidos, anunciou recentemente que vai pagar a seus cerca de 20 mil colaboradores o equivalente a duas horas de salário para se vacinarem contra a Covid-19. O McDonald’s está oferecendo aos funcionários até quatro horas de folga remunerada para serem vacinados.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: