Anvisa autoriza estudo sobre dose de reforço da Pfizer contra Covid

Dado Ruvic
Dado Ruvic

Estudo deve contar com 885 participantes brasileiros nos estados da Bahia e de São Paulo

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou ontem (18) o estudo clínico para testar uma possível dose de reforço que poderia ser usada como complemento da vacina contra Covid-19 desenvolvida pelos laboratórios Pfizer e BioNTech.

Segundo o comunicado, nos testes será usado o imunizante Cominaryt, da Wyeth/Pfizer. A previsão é recrutar 443 participantes no centro clínico do Hospital Santo Antônio da Associação Obras Sociais Irmã Dulce, em Salvador (BA), e outros 442 participantes no Centro Paulista de Investigação Clínica e Serviços Médicos, em São Paulo (SP).

VEJA TAMBÉM: Anvisa autoriza uso de vacina da Pfizer contra Covid em crianças com mais de 12 anos

A agência disse que o estudo quer incluir participantes com 16 ou mais anos de idade, do sexo masculino e feminino, que já tomaram as duas doses de vacina ainda na fase de testes pelo menos seis meses antes de receber a dose de reforço. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).